Setor de estruturas de aço apresenta queda de 40%

0
1561
Segundo pesquisa, 52% das empresas entrevistadas não tem expectativa de crescimento para o final de 2017 - Foto: Gettyimages.

Pesquisas da CBCA e ABCEM apontam dados de produção e desenvolvimento para guia setor.

O setor de estruturas de aço teve uma queda de 40% em sua produção, entre 2015 e 2016, um valor ainda maior do que os 23,6% registrados na pesquisa do biênio 2014/2015. A produção de estruturas de aço no Brasil caiu de 2 milhões de toneladas, em 2014, para 694 mil toneladas, em 2016. Os dados fazem parte de uma série de pesquisas do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) em parceria com a Associação Brasileira da Construção Metálica (ABCEM).

Os dados da área de aço apontam que 52% das empresas entrevistadas não têm expectativas de crescimento para o final de 2017. Ao todo, foram ouvidas 262 empresas que apresentaram faturamento anual de cerca de R$ 4 bilhões em 2016. Cerca de 26 mil colaboradores trabalham no segmento. A pesquisa mostrou ainda que as obras de grande porte, como as industriais e de infraestrutura, representam juntas quase 80% do volume de estruturas produzidas.

Além da área de estruturas de aço, de telhas de aço & steel deck, foram apresentadas estatísticas sobre as categorias de produtos galvanizados para drywall e light steel frame.

Segundo as instituições responsáveis pelos estudos, as empresas pesquisadas representam 75% de cada mercado.

Na área de Telhas de Aço & Steel Deck a pesquisa “Cenário dos Fabricantes” mostra um setor com baixa utilização de sua capacidade instalada: 50% em 2016. Esse mercado também sofre com a atual crise político-econômica do país, com mais de 80% das empresas declarando queda na produção na comparação 2016/2015. No total, 108 empresas – com faturamento estimado de 2,5 bilhões de reais em 2016 – foram ouvidas.

Já o levantamento “Cenário dos Fabricantes de Perfis Galvanizados para Light Steel Frame e Drywall” aponta índices mais otimistas em relação aos fabricantes de seu setor, com 70% das empresas entrevistadas acreditando em um crescimento para 2017. “Considerando a capacidade produtiva, de 57 mil toneladas/ano para perfis para light steel frame e 140 mil toneladas/ano para perfis para drywall – o setor está preparado para atender a um crescimento da demanda” afirma texto sobre o estudo.

Segundo o CBCA, os resultados de 2017 servirão como base para direcionar as ações das entidades e empresas envolvidas, desenvolvendo melhor o setor.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui