Robusto e repleto de tecnologia, Scania Heavy Tipper conta com duas versões e tem 5 mil horas de vida útil.

O Scania Heavy Tipper, modelo desenvolvido para a mineração, é a nova aposta da montadora para o mercado mundial. O caminhão é robusto e sua capacidade aguenta 25% mais carga líquida que seus concorrentes, além de ter 5% a mais na disponibilidade operacional que os modelos anteriores da marca. Com mais de cinco mil horas de vida útil, o veículo reduz o custo de operação ao longo do ciclo de vida do produto aumentando o valor residual.

“Nosso ponto de partida é aumentar a economia operacional e para isso trazemos toda a experiência adquirida em nosso sistema de produção enxuto à mineração, combinando a oferta de veículos e soluções de transporte otimizadas às necessidades de cada cliente”, explica o diretor global da Scania Mining, Björn Winblad.

Segundo o executivo, o Scania Heavy Tipper alia a robustez do veículo a serviços que garantem maior disponibilidade dentro da operação. “Apresentamos para o mercado uma solução completa que agrega valor por meio da redução do custo por tonelada transportada e dos ganhos expressivos em produtividade”, explica o diretor global de Mineração da Scania. “Esse lançamento, sem dúvida, estabelece um novo patamar de eficiência para o setor de mineração”, completa.

O Heavy Tipper é conectado a um sistema chamado de ‘Site Optimisation’, um conjunto de ferramentas e métodos que identifica possibilidades de aumento de eficiência. Ao analisar dados de diferentes fontes dentro da operação, como veículos conectados, manutenção e outros processos, o Scania Site Optimisation ajuda a identificar e corrigir lacunas relacionadas a tempo, carga, estrada, segurança e sustentabilidade.

“Com os caminhões conectados, é possível remotamente coletar dados operacionais e transformar em informações de valor, tais como indicadores de performance, de acordo com a necessidade de cada cliente. Deixamos de ser um fabricante de produtos assumindo o papel de provedor de soluções de transporte. Buscamos colaborar com o cliente para definir metas operacionais e ajudar a implementar mudanças na eliminação de desperdícios por meio de melhorias contínuas”, diz Winblad.

Atualmente, a fabricante sueca atende a 33% do mercado internacional de mineração, e com o novo modelo, espera um aumento de 12% nas vendas.

“Os novos produtos e suas soluções terão rapidamente suas vantagens percebidas pelo cliente. Temos como meta aumentar a participação para 45%. O mercado vai se surpreender com esta novidade”, afirma o diretor.

 

Scania Heavy Tipper oferece 5% a mais na disponibilidade operacional em relação a outros caminhões da companhia – Foto: Divulgação / Scania.

Versões

O caminhão Heavy Tipper conta com dois modelos: o G 480 8×4 e o P 440 6×4. Ambos carregam motor de 13 litros, que oferece 480 cavalos de potência e desenvolve torque de 2.400Nm entre 1.000 e 1.350 rpm na versão 8×4, e 440cv e 2.300Nm entre 1.000 e 1.300 rpm respectivamente no 6×4.

As novidades dos produtos são bogie (36 t) e eixos (direcionais de 11 t) com a maior capacidade de carga do segmento, maior robustez do novo diferencial (+ 40%) e do redutor de cubo com diferentes relações finais (5,13, 6,43 e 7,63), que possibilitam uma capacidade máxima de tração (CMT) de até 210 toneladas (a maior do mercado). Além de nova caixa de marchas GRSO935, de superior resistência (+ 40%), com trocas mais rápidas e suaves.

A Scania também irá disponibilizar pneus com maior amplitude de volume (de série 5.550 kg por unidade e opcional de 6.000 kg). Por outro lado, para garantir a segurança necessária durante a operação, o sistema de direção está mais robusto e o freio ganhou um reforço no sistema proporcionando um melhor desempenho de frenagem.

Entre os itens de série dos dois modelos está o câmbio Opticruise 100% automatizado de 14 velocidades, freio hidráulico auxiliar Scania Retarder com potência de frenagem de 4.100Nm, freio motor de 261 kW, controle de tração, sistema de auxílio hill-hold que segura o veículo em aclives, e eixo traseiro com diferencial duplo.

Comparado com a atual linha da Scania, o caminhão reduz em até 15% o custo por tonelada transportada, aumenta em 30% a vida útil na operação, o que segundo a empresa significa cerca de um ano a mais de trabalho, sendo três vezes maior que a vida útil média das opções atuais do mercado.

O veículo também eleva em até 5% a disponibilidade da frota e pode proporcionar até 10% de economia de combustível por tonelada transportada.

Serviços Conectados

Lançado em janeiro de 2017, os Serviços Conectados Scania estão disponíveis para o Heavy Tipper. O sistema dá ao cliente acesso a dados para identificar fatores como estilo de condução do motorista, velocidade média, consumo de combustível e intervalos de manutenção.

Os Serviços Conectados prometem aumentar a rentabilidade da frota, pois oferecem uma alternativa de uso inteligente dessas informações e apoio customizado prestado pela rede de concessionárias. O sistema contribui com a redução do custo por tonelada transportada, no aumento da disponibilidade da frota e na diminuição das emissões de poluentes e CO2. Os dados são enviados por um módulo, chamado Scania Communicator, instalado no veículo.

Entre os serviços está o chamado Gestor de Frota, desenvolvido por um especialista em mineração. Ele atua utilizando ao máximo as possibilidades das ferramentas de conectividade para aumentar a disponibilidade e a confiabilidade dos veículos e, assim, reduzir os custos operacionais.

O planejamento de serviço é feito com base nos sistemas e tecnologias Scania mais recentes para garantir que a manutenção e os reparos sejam feitos no momento certo e com o mínimo de interrupção. Para a análise de desempenho, o Gestor de Frota usa dados dos caminhões do cliente e de suas oficinas para identificar desvios causadores de paradas não planejadas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui