Mineradora expressou interesse nas usinas Jaguara, Miranda e São Simão, que devem ir a leilão.

Após a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) ter anunciado seu interesse em firmar uma parceria com a Vale para disputar leilão de usinas da companhia elétrica, a mineradora confirmou reciprocidade na oferta.

A mineradora afirmou estar estudando a participação no leilão de concessão das hidrelétricas que pertenciam à Cemig, cujas concessões serão licitadas novamente até o dia 27 de setembro. A Vale demonstrou interesse em três das quatro usinas que serão ofertadas, Jaguara, Miranda e São Simão.

“A Vale tem como um de seus pilares estratégicos a redução sustentável de custos e, como parte disto, a autossuficiência energética. Sendo assim, uma das alternativas para atingirmos esse objetivo poderia ser o leilão das hidrelétricas Jaguara, Miranda e São Simão, que, portanto, está sendo estudado, porém, ainda sem qualquer decisão”, disse a mineradora.

Para participar do negócio, a Vale deve utilizar a Aliança Geração de Energia, joint venture entre a mineradora e a Cemig.

Segundo o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, alguns grupos nacionais e estrangeiros já manifestaram interesse nas usinas da Cemig previstas para irem a leilão. Os principais nomes cogitados são os da chinesa State Power Investment Corporation (SPIC), a franco-belga Engie e a espanhola Iberdrola.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui