Montadora planeja investir mais de 20 bilhões de euros em veículos de emissão zero até 2030.

A montadora alemã Volkswagen tem buscado formas de conseguir suprimentos de cobalto para produção à longo prazo. O motivo da procura é a produção de automóveis elétricos, cuja bateria recarregável é feita com o minério. A intenção é integrar a marca à tendência de carros inovadores e sustentáveis.

Segundo a agência de notícias Reuters, a Volkswagen tem pedido aos produtores de cobalto que apresentem propostas de fornecimento do material por até 10 anos a partir de 2019. A empresa tem começado a transição para veículos elétricos, pois esses emitem uma quantia significantemente menor de gases causadores do efeito estufa do que carros movidos à diesel. Ainda de acordo com a agência, o objetivo da montadora é investir mais de 20 bilhões de euros em veículos de emissão zero até 2030.

Até 2025, a empresa pretende fabricar cerca de três milhões de veículos elétricos por ano, de forma que planeja receber as propostas de cobalto até o final de 2017. A Volkswagen não respondeu às perguntas da Reuters sobre os detalhes da concorrência, mas observou que o grupo precisa de mais de 150 gigawatt-hora de capacidade de bateria anualmente até 2025 para seus veículos elétricos.

“O projeto é um dos maiores da história da indústria automotiva, com um volume de pedidos total de mais de 50 bilhões de euros. Isso atenderá as necessidades do grupo para a primeira onda de mobilidade elétrica”, disse a empresa em nota.

Com a entrada cada vez maior de carros elétricos no mercado, o esperado é que outras montadoras sigam a Volkswagen, a exemplo da Tesla, especializada em veículos inovadores. Caso isso se torne uma realidade, pode-se esperar um boom na produção de minerais que servem como matérias-primas, como cobalto e lítio. Atualmente, a empresa que mais produz cobalto no mundo é a Glencore, que apenas no último ano produziu mais de 28 mil toneladas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui