Projeto da nova Bento Rodrigues é finalizado

0
3849
Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), foi destruído pela lama de rejeitos da barragem de Fundão, em 2015.

Maquetes serão apresentadas para os moradores em 20 oficinas entre os dias 7 e 18 de novembro.

Dois anos após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), a população de Bento Rodrigues, um dos distritos mais afetados pela tragédia, vai poder conferir dois novos projetos urbanísticos, que contemplam o levantamento de expectativas da comunidade e as adequações solicitadas pelo Governo de Minas. Os planos serão apresentados em uma série de oficinas em Mariana, a partir desta terça-feira (7).

De acordo com informações divulgadas pela Agência Minas, o projeto que apresentava o desenho do novo distrito foi aprovado, em Assembleia Geral dos Moradores, em janeiro deste ano. Porém, ao ser avaliado pelo Governo do Estado e pela Câmara Técnica de Reconstrução e Recuperação de Infraestrutura (CT Infra), do Comitê Interfederativo (CIF), foram constatados dois obstáculos técnicos que inviabilizariam a execução e a recomposição do mesmo cenário antes da tragédia.

Um deles é o parcelamento do solo em áreas com declive acentuado, superior a 47%, acima do que é permitido pela legislação. O outro, é o excesso de movimentações de terra, o que impacta diretamente na qualidade do solo e nas condições de fertilidade do terreno.

Projeto Final

A nova proposta a ser apresentada pela Fundação Renova deve respeitar o plano diretor municipal e legislações aplicáveis ao licenciamento ambiental. Também deve permitir a construção de novos loteamentos, contemplar o levantamento de expectativas dos moradores, além de todas as adequações e ajustes solicitados pela CT Infra.

Os dois projetos serão mostrados em maquetes, que permitam a melhor visualização e compreensão dos atingidos. “A ideia é que eles mesmos consigam ver, por meio das maquetes, as características físicas do terreno e como se dará a disposição dos lotes e equipamentos públicos, para que eles se sintam contemplados e satisfeitos com o lugar que será o novo lar deles e tenham condições de definir qual projeto melhor os atende”, destaca o coordenador da Câmara, Weslley Cantelmo.

Durante as oficinas, a população de Bento Rodrigues poderá apresentar suas considerações ou insatisfações quanto ao novo projeto. A Fundação Renova terá até o dia 2 de dezembro para realizar as correções e apresentar os resultados finais, que serão apreciadas em uma nova Assembleia Geral de Moradores.

*Com Agência Minas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui