ONG aponta empresas que mineram corretamente no Congo

1
4115
Mina de Katanga no Congo - Foto: The Carter Center/G. Dubourthoumieu (2011).

Segundo o estudo, Apple é a que mais se esforça para usar menos minério proveniente de áreas de conflito.

Pesquisa divulgada pela Enough, uma Organização Não Governamental (ONG), mostra que a Apple é a empresa que mais se esforça para minerar corretamente na África. A companhia utiliza minérios como ouro, cobre, estanho e tungstênio, essenciais para a indústria tecnológica, retirados da República do Congo.

A Enough publicou um relatório de produção mineral no Congo. No país, diversas comunidades têm um histórico de sofrimento ligado à mineração. O território é rico e infelizmente conta com muita extração ilegal de minérios, especialmente de ouro, estanho, tungstênio e tântalo do Congo, de acordo com a Enough. A nação acabou se tornando um local conflituoso para a mineração, sendo cenário da luta pelo controle de recursos minerais da região.

Por esse motivo, empresas multinacionais que lucram com o setor no Congo começaram a desenvolver ações para minerar em locais onde não existem conflitos e utilizando políticas de transparência e prestação de contas.

Para acompanhar essas ações, ONGs como a Enough se responsabilizam por estudar e avaliar os resultados das empresas no país africano, além de denunciar a ação de crimes contra a humanidade no local. Na pesquisa de 2017, a Apple, líder mundial na venda de smartphones, foi destaque.

A empresa foi líder em um ranking de 20 empresas. A pesquisa mostra as maiores companhias das áreas de tecnologia e varejo de joias (segmento em que a demanda por minérios também é alta) e dá a cada companhia uma pontuação com base nos seus esforços para adquirir minérios de áreas pacíficas, e implementar ações de redução de danos nas zonas de conflito que porventura faz ou fez negócios. A Apple marcou 122 pontos, seguida pela Alphabet que detém a Google, com 102,5. HP, Microsoft e Intel completam o Top 5.

“A Apple conseguiu 114 dentro de 120 pontos possíveis e mais 8 pontos em crédito extra. Ainda que mesmo uma pontuação perfeita não signifique que uma empresa não tem mais trabalho a fazer, o consistente cumprimento da Apple em cada critério do ranking indica que a companhia tem dedicado recursos substanciais ao desenvolvimento de processos para obter minérios de minas que beneficiam as comunidades congolesas”, afirma texto da Enough.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui