Pará e China firmam acordo para construção de ferrovia

0
2743
Em Brasília, o governador Simão Jatene assinou o Memorando de Entendimento - Foto: Divulgação Agência Pará.

Ferrovia paraense tem investimento previsto de R$ 14 bilhões e irá cortar o estado do sul ao norte, com 1.312 km.

O governo do Pará e executivos da empresa China Railways Corporation (CREC) assinaram o acordo que prevê a construção da Ferrovia Paraense. Agora, a empresa irá receber os documentos e projetos para começarem os estudos para dar início às obras.
A assinatura aconteceu na Embaixada da China e contou com a presença do embaixador chinês no Brasil, Li Jinzhang, do governador Simão Jatene, do secretário de Desenvolvimento Econômico e Mineração, Adnan Demachki, e do senador Flexa Ribeiro.

Na reunião, os chineses apresentaram questionamentos com relação às desapropriações de terras no caminho da ferrovia, à demanda de cargas e capacidade de operação, e também a respeito da ampliação e acesso ao Porto de Vila do Conde.

Demachki afirmou que em relação à carga já existem nove empresas interessadas, que firmaram compromissos para o transporte de 27 milhões de toneladas de carga pela Ferrovia Paraense. Além dessas nove, ele disse que existem outras 16 empresas que detêm minas no sul do estado, mas que ainda não exploram minérios por falta de logística para o transporte. Dessa forma, com a implementação da obra, elas deverão atingir 80 milhões de toneladas, além da grande demanda de transporte proveniente da indústria de soja no Pará.

Conforme já informado pela Revista Mineração, a ferrovia irá percorrer 23 municípios e chegará até o porto de Barcarena. O projeto tem custo estimado em R$ 14 bilhões, considerando investimentos na construção da ferrovia e entrepostos de carga. A capacidade de carga estimada é de até 170 milhões de toneladas por ano.

O projeto já conta com apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que irá participar do financiamento do projeto. “O BNDES tem o maior interesse em que esse projeto da ferrovia saia do papel e vire realidade. Vamos trabalhar para resolver isso no menor prazo possível”, afirmou o governador do Pará durante o evento.

Para o governo do Pará, “o projeto da Ferrovia Paraense é fundamental para consolidar o potencial logístico, valorizando a localização estratégica do Estado em relação ao mercado internacional nas operações de exportação de grãos e minérios. A ferrovia também ajudará a desatar alguns nós do sistema de transporte de cargas do Brasil”.

Segundo o governador, Simão Jatene, o ato é uma prova de que o estado tem se firmado em parcerias estrangeiras. “Nosso estado está economicamente equilibrado e isso atrai investidores. Um projeto como esse não se resolve estalando os dedos, mas, sim, com bons parceiros internacionais e um grande volume de recursos”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui