O plano de investimento diz respeito aos anos de 2018 a 2022; dívida da empresa ainda será maior que o caixa, mas será menor do que a atual.

A Petrobras divulgou nessa quinta-feira (21) que prevê US$ 74,5 bilhões em investimentos nos próximos quatro anos. A afirmação diz respeito ao Plano de Negócios 2018-2022. A companhia afirmou que até o ano de 2022, irá chegar a uma saúde financeira, e que irá alcançar a média internacional de outras empresas do setor no que diz respeito à dívida líquida.

O presidente da companhia, Pedro Parente, disse que a estatal deve fechar 2018 com uma dívida 2,5 vezes maior que a geração de caixa. A notícia, ainda que assustadora, é positiva. A dívida líquida atual da Petrobras é de US$ 88 bilhões, 3,2 vezes superior à geração de caixa, segundo os dados referentes ao terceiro trimestre deste ano. A expectativa, é que esse endividamento diminua, caindo para US$ 77 bilhões.

“No horizonte do nosso plano, a gente antecipa que possa estar na média das principais empresas, e essa média hoje é de em torno de 1,5% ou 1,6% da geração operacional de caixa”, ressaltou Parente.

O plano de investir US$ 74,5 bilhões ao longo dos próximos quatro anos representa uma alta de 0,5% em relação ao último ano, que abrangia os anos de 2017 a 2021 e cujo valor era de US$ 74,1 bilhões.

A média de investimento anual durante o período é de US$ 14,9 bilhões. Durante a divulgação do Plano, a Petrobras afirmou que espera um aumento de 30% na produção de petróleo e gás ao longo do programa. A produção que atualmente é de 2,7 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2018 chegaria a 3,55 milhões de boed até 2022.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui