Constatação é de estatal elétrica norueguesa Statkraft, que espera que, em cerca de sete anos, as novas usinas solares possam competir com o custo operacional de usinas a carvão em operação.

A energia proveniente da fonte solar será, em breve, mais barata que a gerada pelo carvão. É o que espera a elétrica estatal norueguesa Statkraft. Segundo informações da agência de notícias Reuters, a entidade espera uma transição mais rápida para as energias renováveis no mundo, principalmente devido ao fator de que novas usinas solares e eólicas deverão ter o custo reduzido em comparação com a geração de carvão na próxima década.

“Haverá uma série de novas oportunidades de negócios emergindo dessa corrida para as renováveis. Nós precisamos nos adaptar e olhar para essas novas possibilidades”, destacou o CEO da companhia, Christian Rynning-Toennesen, ao participar de uma conferência em Oslo.

Para ele, em cerca de sete anos as novas usinas solares poderão competir com o custo operacional de usinas a carvão em operação, mesmo sem qualquer subsídio.

De acordo com o CEO da Statkraft, em quase todos os mercados da companhia, novos projetos solares e eólicos são os que possuem a tecnologia de menor custo entre todas as fontes. Segundo ele, nos países escandinavos, as usinas eólicas onshore já são a fonte mais barata para construção de novas usinas ligadas à rede.

“Essas também são tecnologias que não têm dificuldades de construção. Então, as barreiras para entrada no mercado são pequenas, as possibilidades para que novas empresas que nunca foram da indústria de energia estão lá, e a competição é extremamente forte”, afirmou.

Com informações da Reuters.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui