Segundo relatório da Aneel, novas centrais elétricas podem ser concluídas aumentando para até 1 gigawatt a geração nacional.

A energia solar fotovoltaica tem tudo para obter ainda mais destaque no Brasil em 2018. De acordo com informações da agência de notícias Reuters, relatório divulgado nesta terça-feira (16) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mostra que o país pode mais que dobrar a capacidade instalada em grandes usinas de geração de energia solar neste ano.

A Aneel estima que novas centrais elétricas podem ser concluídas ainda em 2018, com capacidade para gerar até 1 gigawatt, mais do que os 935 megawatts em projetos de grande porte já em operação em território nacional atualmente.

Segundo o relatório do órgão regulador, cerca de 781 megawatts dos empreendimentos solares previstos para 2018 têm alta probabilidades de conclusão dentro do prazo previsto. Estes possuem todas as licenças ambientais e as obras já estão em andamento.

Outros 231 megawatts previstos são apontados com “viabilidade média” para entrega ainda neste ano. Esses projetos ainda não iniciaram a construção ou não concluíram o licenciamento.

O relatório ainda aponta 100 megawatts em projetos de usinas solares vistos como problemáticos, com “baixa viabilidade”.

Potencial brasileiro

Conforme informações divulgadas pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), no início de janeiro o Brasil ultrapassou a marca de 1 gigawatt (GW) em projetos de geração de energia solar fotovoltaica.

Segundo a organização, a potência é suficiente para abastecer 500 mil residências no país, por meio de energia renovável, limpa, sustentável e competitiva capaz para atender o consumo de 2 milhões de brasileiros.

Com informações da Reuters.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui