Painéis vão debater novas tecnologias para o setor. Destaque para comissão holandesa que irá compartilhar as experiências do país na área.

Entre os dias 24 e 25 de janeiro, a Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) realiza o I Seminário Internacional de Tecnologia e Gestão de Barragens, no qual serão discutidos avanços e desafios para o setor de barragens.

O evento contará com a participação de especialistas brasileiros e internacionais, representantes de órgãos fiscalizadores e do setor acadêmico. Serão disponibilizadas palestras sobre construção e operação de reservatórios, apresentação de equipamentos e tecnologias para disposição de rejeitos, além de exposições técnicas para monitoramento de controle de barragens.

O evento será realizado no auditório do subsolo do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas (Crea-MG) e conta com o apoio do Sindicato das Indústrias Extrativistas de Minas Gerias (Sindextra). Na abertura, o palestrante principal será o professor André Pacheco de Assis, do departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Brasília (UNB).

Programação

Os temas apresentados serão divididos em três painéis. O primeiro tratará sobre os avanços e desafios na gestão de barragens na visão dos órgãos de fiscalização, contando com a presença de representantes de órgãos fiscais como a Feam e do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

O segundo, discutirá a implementação de novas tecnologias para a gestão dos barramentos, no qual técnicos e gestores de empresas mineiras discutirão sobre o sistema integrado de gestão de riscos geotécnicos. Outros assuntos como gestão de informação para realizar obras, monitoramento, atendimento legal e operação de barragens serão abordados. E, para fechar os painéis do primeiro dia, uma apresentação sobre aplicação de microssísmica e geofísica na avaliação de segurança de barragens de contenção de rejeitos.

O tema do painel três, no segundo dia, será a experiência da Holanda em tecnologia para a gestão de barragens. Representantes holandeses contarão suas experiências de trabalho nessa área, como fazem o monitoramento, modelagem e processamento de dados, avaliação de riscos e tomada de decisão, disposição de rejeitos, dragagem e desaguamento. As inscrições já estão encerradas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui