Instituição financeira internacional do governo emprestou US$ 630 milhões a projetos estrangeiros.

Sob a política de investimento sustentável redigida nos últimos dias de governo do ex-presidente Barack Obama, o governo americano dobrou seu apoio financeiro a projetos de energia solar no exterior no ano passado, segundo informações da agência de notícias Reuters.

O apoio dos Estados Unidos a projetos de energia solar continua crescendo, apesar de uma investigação federal que está em curso, sobre empréstimos externos ao setor.

Essa ação coloca o presidente Donald Trump em posição delicada quanto ao apoio do seu governo às energias renováveis, pois a sua liderança minimiza a ameaça do aquecimento global e promove agressivamente o desenvolvimento de combustíveis fósseis.

A Overseas Private Investment Corporation (Opic), instituição financeira internacional do governo, emprestou US$ 630 milhões a projetos estrangeiros de energia em 2017, no qual 90% do valor era para energia solar, eólica ou outros empreendimentos de baixa emissão de carbono.

Em 2016, o investimento da Opic foi de US$ 797 milhões, sendo que 61% do valor era destinado à energia limpa.

Os empréstimos da agência a projetos solares duplicaram, passando para US$ 250 milhões, financiando investimentos na Índia, África e América Latina.

Com informações da Reuters.

*Sob supervisão de Sara Lira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui