Produção de carros elétricos eleva lucros de mineradoras

0
3339
Operação de lítio Olaroz, da Orocobre, na Argentina. Foto: Orocobre/ Divulgação.

Setor mineral é procurado para compra de lítio, principal matéria-prima na produção de bateria dos carros.

Com a chegada dos veículos elétricos, as mineradoras internacionais aumentaram seus lucros devido a crescente demanda por matérias-primas para baterias. Segundo informações divulgadas pela agência de notícias Bloomberg, a Orocobre declarou na sexta-feira (23) um aumento de 11% na receita líquida em dezembro e projetou que os preços do lítio subirão cerca de um quarto neste semestre.

A empresa, que tem operações na Argentina, segue exemplos de mineradoras dos EUA e da Austrália, como a FMC e a Mineral Resources, ao publicar aumentos nos lucros devido à consolidação dos preços e aos volumes maiores.

O CEO da Orocobre, Richard Seville, afirmou que “todas as produtoras internacionais tiveram aumentos nos preços dos contratos nas entregas deste ano”. Ele também tem a perspectiva de novos aumentos, devido às rivais adicionarem oferta de maior custo para atender a demanda acelerada.

Um dos ingredientes fundamentais para as baterias é o lítio, que continua com os preços subindo, devido ao aperto nos mercados e aos fabricantes de automóveis, como Daimler e Ford, terem articulado planos ambiciosos de expansão da produção de veículos elétricos. Segundo dados da Benchmark Mineral Intellingence, os preços médios do carbonato de lítio subiram 9% no mês passado.

A indústria do lítio está começando a exibir lucros maiores em um momento em que as mineradoras, como a Albemarle e a Sociedad Química y Minera de Chile visam reforçar a produção.

A FMC, na Filadélfia, EUA, disse que no mês de fevereiro a receita anual obtida com o material usado em baterias teve um aumento de um terço em comparação com o mesmo período do ano passado.

A sede da Orocobre em Brisbane, Austrália, firmou parceria com a unidade de trading da Toyota Group para planos de construção de uma planta de processamentos no Japão e também busca expandir sua operação Olaroz na Argentina.

A Mineral Resources, em Perth, na Austrália, declarou neste mês uma alta de 16% na receita líquida do primeiro semestre de 2017, por causa das exportações de matérias-primas de lítio. Os lucros da produção do mineral se transformarão em seu maior gerador de caixa no ano fiscal 2019, que superará o negócio de serviços de mineração, segundo projeções do Deutsche Bank.

A Galaxy Resources, que divulgará os números no próximo mês, ampliou os ganhos trimestrais com a mina Mt. Cattlin em quase 60% no último trimestre do ano passado.

A Neometals, que tem parceria com uma mina australiana da Mineral Resources e a Granfeng Lithium, maior produtora chinesa, também deverá detalhar os lucros em março.

Com informações da Bloomberg.

*Sob supervisão de Sara Lira

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui