Programa de visitas à Kinross já recebeu mais de mil pessoas

0
1793
Visitantes do programa "Por dentro da Kinross", na Mina do Ouro. Foto: Karol Amorim.

Mineradora organiza a ida às operações uma vez por mês para a comunidade conhecer o processo de mineração da companhia.

A Kinross irá promover no dia 24 de março mais uma visita do programa “Por dentro da Kinross”. O tour será pela Mina do Ouro, em Paracatu (MG) e pelo processo de gestão de barragens da mineradora.

Em funcionamento há mais de 10 anos, o programa era voltado apenas para instituições, como escolas, universidades, empresas e associações do município. Entretanto, a mineradora percebeu como era importante que o cidadão pudesse ver como é a atividade de perto.

“Nós temos uma mina urbana que está à vista de todos. Nossa obrigação é mostrar a operação para passar segurança e esclarecer quais os processos e novas tecnologias que usamos”, declara a gerente de Comunicação e Relações com a Comunidade, Ana Cunha.

Atualmente as visitas são feitas uma vez por mês, com grupos de quarenta pessoas, acima de sete anos, e as crianças acompanhadas dos pais ou responsáveis. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas enviando e-mail para casa.kinross@kinross.com.

O tour começa às 8h e termina às 15h, e os participantes recebem lanche e almoço. A empresa disponibiliza todos os equipamentos de segurança necessários e ressalta que os visitantes devem usar calça comprida, camisa de manga longa e sapato fechado para mais segurança.

A visita é guiada pela analista de Relacionamento com a Comunidade da Kinross, Karol Amorim. Além dela, especialistas responsáveis por pontos específicos da operação também oferecem mais informações durante a visita. Outros temas apresentados ao grupo são sobre a tecnologia empregada nas detonações da rocha, monitoramento de ruído e poeira, uso e reaproveitamento da água e todos os procedimentos feitos pela Kinross para reduzir os impactos da sua operação na comunidade.

Histórico

Ao longo de 2017 foram recebidos mais de mil visitantes, número aproximado de participantes em 2016. Alguns vieram, inclusive, de outros estados, como o Rio de Janeiro. “No ano passado recebemos visitas do Rio de Janeiro. Pessoas que estão de passagem pela cidade também fazem inscrição para participar e conhecer de perto a mina”, ressalta Ana Cunha.

A maioria dos interessados são jovens de 18 a 24 anos que se preocupam com a influência da mineradora na comunidade. “Foi uma experiência enriquecedora. Além de saber a importância que a empresa dá para a segurança e para o cuidado com suas operações para reduzir os impactos na comunidade, também aprendi muito sobre questões técnicas e o uso da tecnologia empregada na mina”, disse a moradora de Paracatu e estudante universitária, Ana Carolina Ramalho de Castro.

No final do passeio é feita uma pesquisa de opinião que já obteve retorno positivo de 90%, de acordo com a gerente de Comunicação e Relações com a Comunidade. “O nosso objetivo é aumentar a transparência da empresa. É preciso ver e vivenciar para saber se as informações são confiáveis, por isso organizamos essas visitas. Depois de fazer o tour as pessoas passam a rever seus conceitos sobre mineração e a empresa”, finaliza.

 

*Sob supervisão de Sara Lira

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui