Parte do valor será usado para liquidar dívidas da companhia.

A Petrobras contratou uma linha de crédito compromissada (revolving credit facility) no valor de US$ 4,35 bilhões. Conforme comunicado divulgado pela estatal nesta quinta-feira (8), a assinatura ocorreu ontem (7) com um sindicato de 17 bancos. O pagamento vence daqui a cinco anos, em março de 2023.

Segundo informações da Petrobras, com esse termo, a companhia poderá efetuar saques da linha até o mês anterior ao vencimento. A medida está sendo utilizada de forma inaugural pela empresa e terá um custo de 0,51% ao ano pela manutenção do limite junto aos bandos.

“Em caso de saque, o custo da linha está fixado em Libor 6M + 1,7% a.a., caso o rating da companhia no momento do saque seja inferior ao grau de investimento, e Libor 6M + 1,3% a.a., caso a companhia tenha classificação de grau de investimento na data do saque”, informou a empresa por meio de nota.

De acordo com a Petrobras, o acordo cria alternativa de disponibilização de recursos para a companhia utilizar conforme a necessidade. Uma das destinações será a liquidação antecipada de dívidas existentes.

“A operação está em linha com a estratégia de gerenciamento de passivos, que visa à melhora do perfil de amortização e do custo, levando em consideração a meta de desalavancagem prevista em seu Plano de Negócios e Gestão 2018-2022”, finalizou a estatal, em nota.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui