Projeto teve investimento de US$ 123 milhões com previsão de entrar em operação em 2020.

O governo francês aprovou o projeto de construção da primeira usina de cogeração de calor e eletricidade do país movida a palha. De acordo com informações da agência de notícias Bloomberg, o projeto da Biotricity Maubourguet custou US$ 123 milhões e será desenvolvido no sudoeste da França. A capacidade de produção é de 127 gigawatts-hora de eletricidade e 200 gigawatts-hora de calor por ano.

O empreendimento irá abastecer processadoras de alimentos, secadoras de grãos e produtoras de biocombustíveis locais.

A concessão é resultado de um processo de licitação iniciado há dois anos pelo governo da França em busca de usinas de energia movidas a lenha. A construção começará em 2019, sendo o início das atividades previsto para 2020.

“Nosso país deve estimular o desenvolvimento de energias renováveis para cumprir as metas estabelecidas em nosso plano climático”, disse o ministro da Ecologia da França, Nicolas Hulot.

A produção renovável da usina evitará a emissão de 160 mil toneladas de dióxido de carbono, segundo a empresa. A Biotricity tem outro projeto de cogeração na Irlanda.

A matéria-prima e o combustível serão fornecidos por meio de parceria entre a companhia e as cooperativas agrícolas da área de captação do empreendimento. A planta comprará e processará cerca de 150 mil toneladas de biomassa agrícola por ano.

“Nosso objetivo na Biotricity é ligar a geração de energia renovável ao cultivo e à agricultura para oferecer uma solução sustentável e única para os desafios energéticos enfrentados pela sociedade”, disse o representante da Biotricity Ireland, Declan Kennedy.

Com informações da Bloomberg

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui