Certame irá celebrar contratos de compra e venda do petróleo da União no campo de Mero, Sapinhoá, Lula e Tartaruga Verde.

A Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) prevê para 16 de maio o primeiro leilão na bolsa paulista B3 para a venda de petróleo da União, produzido no pré-sal, em áreas de partilha de produção.

De acordo com a agência de notícias Reuters, o leilão irá celebrar contratos de compra e venda do petróleo da União no campo de Mero, Sapinhoá, Lula e Tartaruga Verde.

O edital foi publicado no site da companhia e ficará disponível até 24 de abril. Neste período, receberá sugestões e dúvidas, responderá às manifestações e realizará eventuais alterações no edital.

“Em uma única sessão pública serão leiloados quatro contratos, que poderão ser adquiridos por um único comprador ou por empresas diferentes”, disse a PPSA em nota.

O vencedor irá adquirir toda a produção do respectivo campo durante um ano, remunerando a União a cada retirada de carga, de acordo com a proposta de preços ofertada no leilão. Os preços são baseados no Preço de Referência do Petróleo (PRP), que são atualizados mensalmente pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Em nota, o presidente da Pré-Sal Petróleo, Ibsen Flores, afirmou que a PPSA está propondo a possibilidade de formação de consórcios entre empresas estrangeiras ou fundos de investimentos associados a companhias portadoras da logística necessária à retirada das cargas, com o objetivo de incentivar um número maior de participantes.

“Este modelo oferece previsibilidade de embarque para as empresas e para a União e garante um fluxo de recursos já definido”, disse Flores.

Com informações da Reuters

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui