Rede de Gás Natural Renovável é inaugurada no CE

0
1983
Planta de Produção de Gás Natural Renovável recém-inaugurada. Foto: Carlos Gibaja/ Governo do Ceará.

Empreendimento é o primeiro do tipo no país e recebeu um investimento de R$ 22 milhões.

A primeira Planta de Produção de Gás Natural Renovável do país foi inaugurada na segunda-feira (16) no Ceará. A unidade fica no aterro sanitário da Região Metropolitana de Fortaleza. O empreendimento é fruto de uma parceria entre o governo estadual, municipal, Companhia de Gás do Ceará (Cegás) e a GNR Fortaleza.

De acordo com informações da Cegás, a companhia será a primeira distribuidora brasileira a injetar gás natural na rede de gasodutos que fornece o produto para clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares. No total, a Cegás investiu R$ 22 milhões na construção de uma estação de transferência e de um gasoduto de 23 quilômetros para transporte do gás natural produzido no Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia (Asmoc), que recebe cerca de 3 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares por dia.

O biogás é purificado e convertido em gás natural renovável pela GNR Fortaleza. A expectativa, segundo a Cegás, é que sejam produzidos aproximadamente 84 mil m³ de biometano por dia. Com a ampliação futura, a planta poderá produzir até 150 mil m³ de gás diariamente, tornando-se, assim, a maior do país, em volume de GNR especificado segundo as regras da Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP).

Embora tenha sido inaugurado nesta semana, o gasoduto entrou em funcionamento em dezembro do ano passado, alimentando, prioritariamente, a empresa Cerbrás.

De acordo com o presidente da Cegás, Hugo Figueirêdo, o empreendimento gera impactos econômicos positivos e reforça a sustentabilidade do negócio. “É mais competitividade para o Ceará, mais benefício para as indústrias e uma grande redução de danos ao meio ambiente, seja através da redução das emissões de gases de efeito estufa que aquecem o planeta, como também pelo estímulo ao uso de aterros de resíduos sólidos controlados, onde você evita a contaminação dos mananciais hídricos do Estado”, destaca.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui