O Ebitda registrado chegou a R$ 1,242 bilhão no período.

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) apresentou lucro de R$ 1,486 bilhão no primeiro trimestre de 2018, um aumento significativo em comparação com o trimestre anterior, de R$ 378 milhões. A empresa declarou que o crescimento do valor foi devido a atualização do valor justo das ações da Usiminas que passaram a ser registradas no resultado.

O lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,242 bilhão, com um aumento de 3% em comparação ao quarto trimestre de 2017, que foi de R$ 1,204 bilhão.

A siderurgia afirmou que o fluxo de caixa livre, antes das atividades de financiamentos, apresentou forte evolução no primeiro trimestre deste ano, com R$ 544 milhões, em comparação a R$ 73 milhões do trimestre passado.

A receita líquida somou R$ 5,07 bilhões de janeiro a março, crescimento de 15% em relação ao mesmo período de 2017 e 1% maior em comparação com o trimestre anterior.

Siderurgia

O setor de siderurgia respondeu por 67,5% da receita líquida do período, somando R$ 3,674 bilhões, alta de 20% ante ao mesmo período do ano passado. Segundo a CSN isso ocorreu, principalmente, ao aumento de volume comercializado no mercado interno e ao maior preço médio do aço comercializado no Brasil e no exterior.

Ao todo foram comercializados 1,277 toneladas de aço, sendo 2% a mais, em comparação com o trimestre anterior, com 1,253 toneladas

Mineração

A área de mineração representou 21,2% do total da receita líquida, com R$ 1,152 bilhão, um pouco mais baixo, se comparado com o trimestre anterior que foi de R$ 1,175 bilhão.

Foram vendidos 7,474 mil toneladas de minério de ferro no primeiro trimestre deste ano, que teve uma queda de 22% em comparação com o trimestre anterior, sendo comercializado 9,561 toneladas.

*Sob supervisão de Sara Lira

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui