Alunos da UFRJ criam ônibus movido a etanol e eletricidade

0
3170
Ônibus Híbrido Elétrico-Hidrogênio. Foto: Laboratório de Hidrogênio/ Coppe UFRJ.

Protótipo de veículo híbrido foi exibido em evento internacional.

Um ônibus movido a eletricidade e etanol é o novo projeto de mobilidade urbana da empresa elétrica Furnas, que inclui outros dois veículos já desenvolvidos em parceria com a Instituto de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ): um movido a hidrogênio e outro 100% a energia elétrica.

A apresentação do protótipo ocorreu no dia 9 de maio, em Brasília (DF), durante o Seminário Internacional de Eletromobilidade Aplicada ao Transporte Público por Ônibus: Desafios, Benefícios e Oportunidades. De acordo com informações do portal Canal Energia, o diretor de Novos Negócios e de Participações de Furnas, Claudio Semprine, comentou que o maior desafio de Furnas é o desenvolvimento tecnológico.

O evento foi uma iniciativa dos ministérios das Cidades e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), com a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit. O objetivo foi ampliar e fortalecer conhecimentos, além de aprimorar a capacidade técnica para compartilhar soluções em eletromobilidade nas cidades.

Segundo a empresa, o custo inicial do projeto foi de R$ 1,5 milhão e um dos diferenciais deste ônibus é a condição do sistema de passar da etapa inicial (cabeça de série) para tornar-se um lote pioneiro (pronto para circulação), com produção em escala.

“Hoje acreditamos que o veículo híbrido a etanol teria capacidade de quebrar o paradigma e entrar no mercado. Um fator facilitador é que a cadeia produtiva do etanol já existe e está consolidada”, explicou Nelson de Araújo dos Santos, gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação de Furnas.

O ônibus possui 13 metros, piso totalmente baixo, ar-condicionado e três portas para corredor expresso, além de suspensão a ar e autonomia de 400 km para um ciclo urbano. A capacidade de abastecimento é de 300 litros de etanol, com conexão bidirecional à rede elétrica.

Os outros dois veículos já haviam sido apresentados. São eles: o ônibus movido a eletricidade e hidrogênio, que circula no campus da UFRJ, e o ônibus 100% elétrico, já pronto, com previsão de início de testes com passageiros também na universidade.  Ambos foram concebidos pelo laboratório.

Com informações do Canal Energia

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui