Ações da Petrobras caem após demissão de Parente

0
2993
Centro de distribuição da Petrobras no Distrito Federal. Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil.

Ex-presidente da Petrobras entregou carta de demissão ao presidente da República nesta sexta-feira (1º).

O pedido de demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras causou impacto nas ações da empresa, que chegou a entrar em leilão na Bolsa brasileira e teve as negociações suspensas após ordens dos operadores para limitar perdas.

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, com o fim da suspensão das negociações dos papeis da Petrobras, as ações preferenciais (com prioridades na distribuição de dividendo) chegaram a cair 21,5% e os papéis ordinários (com direito a voto) caíam 22,3%. Às 15h06, os papéis tinham recuperado algum terreno, mas ainda sofriam forte quedas, de 12,9% e 12,4%.

Investidores avaliam que o tamanho das concessões feitas pelo governo e a demissão de Parente, mostram fraqueza do Governo de Michel Temer e há temor de que isso atinja outros segmentos da economia.

Durante a manhã, a Bovespa, que operava em alta, inverteu o sinal e passou a cair 0,72%. A perspectiva é que a bolsa acelere a queda ao longo do pregão.

Por outro lado, as ações da BRF subiam mais de 14% devido a possibilidade de Parente assumir a presidência da empresa de alimentos.

Com informações do Conteúdo Estadão e Reuters.

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui