Números não incluíram mineroduto Minas-Rio, paralisado desde março.

A produção da Anglo American aumentou em 6% a produção no segundo trimestre. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (19) e excluiu o mineroduto Minas-Rio, fechado desde março após dois vazamentos no mesmo mês.

De acordo com a mineradora, a produção de cobre subiu 12% e a de carvão metalúrgico aumentou 33%, na comparação com o mesmo período do ano passado. No entanto, a de carvão térmico caiu 1%.

“Apresentamos novamente forte desempenho, com o cobre e o carvão metalúrgico impulsionando o aumento de 6% na produção. Isso reflete nosso consistente e implacável foco no aumento da eficiência e da produtividade da nossa base de ativos de classe mundial”, destacou o presidente-executivo da Anglo American, Mark Cutifani.

Segundo a mineradora, a produção de platina e paládio ficou praticamente inalterada, mas a companhia elevou a projeção para a produção de platina no ano para de 2,4 milhões a 2,45 milhões de onças, ao contrário dos 2,3 milhões a 2,4 milhões de onças na previsão de abril.

Minas-Rio

O mineroduto passa por inspeção em toda a sua extensão para averiguar a estrutura, após os dois vazamentos ocorridos no mês de março. Uma seção de 4 quilômetros do duto onde ocorreu o vazamento está sendo substituída por precaução.

A situação foi um baque para a empresa, que, igualmente a outras mineradoras, se recuperou da queda das commodities entre 2015 e 2016.

A companhia afirma que as atividades devem recomeçar no último trimestre de 2018, o que ainda está sujeito à aprovação por autoridades brasileiras.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui