Ação ocorreu no âmbito da Operação Dubai, que investiga cartel em postos de combustíveis.

A Justiça do Distrito Federal (DF) bloqueou R$ 263 milhões da BR Distribuidora, em razão da Operação Dubai, instaurada pela Polícia Federal do DF, que investiga cartel de donos de postos. De acordo com comunicado emitido pela empresa nesta quarta-feira (1º), foram denunciadas 28 pessoas, dentre as quais um empregado e dois ex-funcionários da BR.

O bloqueio nas contas foi feito como medida preventiva para eventual ressarcimento dos prejuízos causados. “A Companhia esclarece que não é ré neste processo criminal e que está adotando todas as medidas legais disponíveis para a liberação dos valores bloqueados”, informou, por meio de nota.

Curitiba

Nesta terça-feira (31), a Polícia Federal, em parceria com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deflagrou a operação Margem Controlada em Curitiba (PR), também para investigar o suposto controle indevido do preço final dos combustíveis nos postos revendedores da cidade.

No mesmo dia foi realizada uma diligência na unidade da BR Distribuidora em Cutiriba, onde foram apreendidos documentos e expedidos mandados de prisão temporária por cinco dias de três funcionários da empresa.

“As medidas constritivas também afetam outras distribuidoras, mas a BR ainda não conseguiu acesso ao inquérito, tão somente obteve cópia da ação cautelar que resultou na prisão dos empregados, sob a alegação da necessidade de se ouvir os investigados, bem como da obtenção de provas para as quais a presença dos réus poderia criar obstáculos”, disse, na mesma nota.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui