Empresas firmaram parceria para instalação da planta no interior de São Paulo.

A Raízen e a Geo Energética vão formar uma joint venture para construção de uma usina de energia a partir do biogás produzido com subprodutos da cana de açúcar. De acordo com a agência de notícias Reuters, o empreendimento será instalado em Guariba (SP), a um investimento de R$ 153 milhões. A Raízen já opera uma usina na cidade com capacidade para moer cinco milhões de toneladas de cana por ano e com infraestrutura de exportação de energia.

O biogás necessário para moer a planta será gerado a partir de torta de filtro e vinhaça, subprodutos da cana. O produto é resultado de um processo complexo, em que biodigestores convertem a matéria orgânica da torta e da vinhaça em metano e CO2. A mistura passa por um processo para purificação do gás chamado dessulfurização e, em seguida, vai para motogeradores de eletricidade.

A expectativa é de que sejam produzidos 138 mil Megawatt-hora (MWh) por ano, volume suficiente para abastecer, por exemplo, Guariba e cidades próximas. Desse total, 96 mil MWh serão vendidos em contrato de leilão do qual a Raízen foi vencedora em 2016. O excedente poderá ser negociado no mercado livre ou por meio de outros contratos.

A Raízen terá a maior participação na joint venture, com 85% e Geo Energética responderá pelos 15% restantes.

Com informações da Reuters.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui