Onda de lama demorará cerca de dois dias para ser reprimida no local.

Os rejeitos que vazaram da mina do Feijão, da Vale, após rompimento de barragem em Brumadinho (MG) nesta sexta-feira (25) vão chegar à Usina Hidrelétrica Retiro Baixo, que está a 220 km do local do rompimento, entre os municípios de Pompéu e Curvelo. As informações são da Agência Nacional de Águas (ANA).

No total, 13 milhões de metros cúbicos de rejeitos foram transbordados após o rompimento. A expectativa é que a lama chegue na usina em dois dias e a estrutura possibilitará amortecimento da onda de rejeito.

“A ANA está monitorando a onda de rejeito e coordenando ações para manutenção do abastecimento de água e sua qualidade para as cidades que captam água ao longo do rio Paraopeba”, informou, por meio de nota.

Abastecimento

De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), a captação de água do rio Paraopeba, em Brumadinho, foi suspensa. Com isso, o abastecimento da
população atendida pelo Sistema Paraopeba está sendo realizado pelas represas do Rio Manso, Serra Azul, Várzea das Flores e pela captação a fio d’água do Rio das Velhas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui