Largo Resources anuncia construção de nova planta de ilmenita na Bahia

1083
Planta da Largo Resources em Maracás (BA) - Foto: Divulgação / Largo Resources.

Com a nova planta, empresa pretende produzir 150 mil toneladas de concentrado de ilmenita por ano.

A Largo Resources anunciou, nesta quinta-feira (18/03), a aprovação da construção de uma nova planta de concentração de ilmenita*, através do seu conselho de administração. O começo da atividade comercial está previsto para o início de 2023. Estima-se que o empreendimento possa produzir aproximadamente 150 mil toneladas de concentrado de ilmenita por ano.

A empresa, instalada no município de Maracás (BA), já havia iniciado uma planta piloto de ilmenita em outubro de 2019. Com base nos resultados promissores, o conselho aprovou a construção de uma planta em escala real. A engenharia avançada e a construção da planta de concentração de ilmenita devem custar aproximadamente US$ 25,2 milhões, com a maior parte desses custos sendo incorridos em 2022. A instituição informou que também está avaliando o potencial para produzir pigmento de dióxido de titânio como um possível produto subsequente.

“A aprovação de nossa nova planta de concentração de ilmenita é mais um passo para aumentar e diversificar nossas receitas. Enquanto trabalhamos para concluir este projeto, também continuaremos a explorar a viabilidade de extrair valor adicional dos recursos minerais da empresa,” afirmou o presidente e CEO da Largo Resources, Paulo Misk.

*A ilmenita (titanato de ferro) é usada em indústria de pigmentos, ligas metálicas e proteção do revestimento de alto-forno.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação da Largo Resources.