Minério de ferro inicia a semana com forte queda na China

0
114
Foto: Divulgação/ Asia Metals.

No Porto de Qingdao, o minério de ferro encerrou a segunda-feira com queda de 8,52% e em Dalian, a desvalorização foi de 6,8%.

Os preços do minério de ferro caíram mais de 6% nesta segunda-feira (06/09), com o benchmark de Dalian atingindo seu nível mais baixo em sete meses, em meio ao crescimento dos estoques do ingrediente siderúrgico na China devido ao aumento nos desembarques e fraca demanda doméstica.

O minério de ferro mais negociado para entrega em janeiro na Bolsa de Commodities de Dalian, na China, caiu 6,8%, para 722 yuanes (US$ 111,88) a tonelada, o valor mais baixo desde 4 de fevereiro, antes de encerrar as negociações do dia em 723 yuanes.

O contrato mais ativo de outubro do minério de ferro na Bolsa de Cingapura despencava 8,3%, para US$ 131,10 a tonelada, às 4h25 (horário de Brasília).

O minério de ferro importado estocado nos portos da China, maior produtor de aço do mundo, subiu para 131,40 milhões de toneladas na semana passada, o maior desde o final de abril, mostraram dados da consultoria SteelHome.

O minério de ferro spot na China caiu US$ 8 nesta segunda-feira, para US$ 137,50 a tonelada, o nível mais baixo desde dezembro de 2020, segundo dados da SteelHome. No Porto de Qingdao a commodity fechou cotado a US$ 132,38, com queda de 8,52%.

Os preços do minério de ferro caíram sob o peso de um aumento “monstruoso de 4 milhões de toneladas” nos embarques semanais da Austrália na última semana de agosto, disse o diretor-gerente da Navigate Commodities, Atilla Widnell.

O plano dos produtores de minério de ferro da China de aumentar sua produção doméstica em mais de 100 milhões de toneladas entre 2021 e 2025 também pressionaram os preços, afirmou ele.

 

Fonte: Reuters.

 

Voltar