Empresa referência em TI anuncia criação de centro tecnológico em BH voltado para a cadeia produtiva da mineração e siderurgia.

Em uma era marcada pela agilidade, eficiência e pelo imenso volume de dados, nenhum ramo econômico pode abrir mão da Tecnologia da Informação, ferramenta conhecida como TI. O setor minerário de Minas Gerais será o primeiro a possuir um Centro Tecnológico para a Indústria, Mineração e Siderurgia (Cetims). O projeto receberá R$ 1,2 milhão e é executado pela Stefanini IT Solutions, um dos mais importantes provedores globais de soluções em TI.

A implantação do Cetims está em andamento. De acordo com a empresa, o centro tecnológico é baseado na estratégia de mercado de cada cliente. “A filial atenderá as necessidades do mercado local. São soluções inovadoras como rede social, mobilidade, meios de pagamento, workflow e portal, arquitetura de sistemas (SOA), gestão de ativos, governança de TI e solução de atendimento”, afirma a diretora das operações da consultoria em Minas Gerais, Vanessa Prado.

Para definir os parâmetros que nortearão o Cetims, a empresa montou uma equipe composta por 55 profissionais. A ideia é fazer com que o centro tecnológico tenha expertise em processos fabris, automação industrial e integração de sistemas.

Vanessa Prado ressalta que toda a cadeia produtiva será atendida, como empresas de siderurgia, mineração e automobilística. A diretora afirma que as atividades do centro tecnológico têm aplicações voltadas para atender cada etapa da cadeia de valor do cliente, o que gera um melhor aproveitamento dos processos e tecnologias. Prado adianta que o centro tecnológico estará apto a prestar serviços não só para empresas mineiras, mas também para unidades de todo o Brasil e América Latina.

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede), o estado é responsável por 35,4% da produção brasileira de aço bruto e por 44% da produção mineral brasileira. Com um grande volume de negócios, a nova ferramenta a ser disponibilizada aos atores do setor representa ganhos também para os profissionais da área de TI.

NOVAS PORTAS PARA O MERCADO

A notícia da chegada do Cetims a Belo Horizonte representa um alento para a comunidade acadêmica. Para o estudante de sistema da informação Wagner Geniplo, o Cetims trará novas opotunidades. “Se atualmente pensamos em São Paulo e Rio de Janeiro como destinos certos para quem quer construir uma carreira, agora podemos vislumbrar um futuro promissor atuando em duas áreas em franco crescimento no Brasil, a tecnologia da informação e a mineração”, observa o aluno.

REFERÊNCIA

A Stefanini é uma multinacional brasileira do setor de serviços em TI e está presente em 28 países. Totalmente verticalizada por segmento de indústrias, a consultoria possui experiência no mercado financeiro, telecomunicações, seguradoras e governo. A empresa está entre as 100 maiores do mundo na área em que atua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui