Rio Tinto divulga resultados do terceiro trimestre

0
2625
Complexo de Pilbara, na Austrália, da Rio Tinto.

Destaque foi para a produção de minério de ferro no complexo de Pilbara.

A Rio Tinto divulgou, nesta segunda-feira (17) os resultados de produção do terceiro semestre de 2017. De acordo com o presidente-executivo da companhia, J-S Jacques, o grande destaque foram as operações de minério de ferro do complexo de Pilbara, na Austrália, que reúne 16 minas, quatro portos independentes e uma rede ferroviária de 1.700 quilômetros.

Segundo nota divulgada pela empresa, as transferências de minério de ferro da Pilbara foram de 85,8 milhões de toneladas no terceiro trimestre (base de 100%), auxiliadas pela melhoria da capacidade e desempenho do trilho. O resultado equivale a uma alta de 6% em relação ao mesmo período do ano passado, impactado pela manutenção do carregador.

“O negócio funcionou muito bem no trimestre de setembro, com um forte desempenho de produção trimestral e uma onda de melhorias de produtividade incorporadas em nossas operações. Em particular, estamos fazendo um bom progresso com novas melhorias no nosso negócio de minério de ferro Pilbara de classe mundial, incluindo a abertura da mina Silvergrass e a implementação do AutoHaul ™”, explicou Jacques.

Outros minerais

A produção trimestral de bauxita foi de 12,9 milhões de toneladas pelo segundo trimestre consecutivo, 4% acima do terceiro trimestre de 2016, impulsionado por fortes desempenhos em Gove e Weipa. Os embarques de terceiros para o terceiro trimestre foram de 8,2 milhões de toneladas. Com isso, a orientação da produção de bauxita foi revisada para entre 50 e 51 milhões de toneladas, contra 48 a 50 milhões de toneladas, divulgadas anteriormente.

Já a extração de cobre foi 3% menor que o terceiro trimestre de 2016. Por isso, a projeção também foi refeita, mas com redução de 500 a 550 mil toneladas, para 460 a 480 mil toneladas. A produção de escórias de dióxido de titânio aumentou 23% em relação ao mesmo período do ano passado, refletindo a maior demanda do mercado.

Transações

Conforme anunciado em  setembro de 2017 pela Rio Tinto, a empresa finalizou a venda da Coal & Allied para a Yancoal Austrália, pelo valor total de US$ 2,69 bilhões. Em 21 de setembro de 2017, a Rio Tinto anunciou uma nova recompra de ações de US$ 2,5 bilhões, composta por um contrato de compra fora de mercado de aproximadamente US$ 560 milhões, em ações da Rio Tinto Limited e US$ 1,9 bilhão no mercado compras de ações da Rio Tinto Plc.