Petróleo e minério geram alta no IPP de setembro

0
3050
Foto: Public Domain Pictures

Índice de Preços ao Produtor registrou alta de 1,50% estimulado pelos insumos.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), elevações nos preços do petróleo e do minério de ferro no mercado internacional impactaram o Índice de Preços ao Produtor (IPP) de setembro. O valor marcou alta de 1,50%, a maior variação desde outubro de 2015.

Os preços do óleo de petróleo bruto e do minério de ferro ficaram mais caros no mercado internacional, o que estimulou as altas registradas pelas indústrias extrativas (14,05%), refino de petróleo e produtos de álcool (4,47%), outros produtos químicos (2,35%) e metalurgia (1,87%).

De acordo com o gerente do IPP no IBGE, Alexandre Brandão, houve um espalhamento dos aumentos de preços. “Essa elevação (do IPP) agora tem menos a ver com o câmbio, são preços que estão respondendo a outros estímulos”, disse.

“A alta no IPP tem muito a ver com o petróleo. O preço internacional subiu, explicado em parte, pelo furacão nos Estados Unidos. A oferta menor de petróleo no mundo e também de produtos químicos (derivados de petróleo) impactou de certa forma essas atividades (extrativas, refino e outros produtos químicos). E o minério de ferro também aumentou, é outro item que vai ter impacto em metalurgia”, explicou Brandão.