Brio Gold faz empréstimo de US$ 22 milhões

0
3646
Foto: CC0 Creative Commons.

Empresa afirma que valor é destinado a capital de giro de ações em operações no país.

A mineradora Brio Gold fez empréstimo de US$ 22 milhões em linhas de crédito com três bancos brasileiros. De acordo com a empresa, o dinheiro será usado como capital de giro para as operações no Brasil.

Em comunicado, a Brio Gold afirmou que reduziu as despesas planejadas do projeto Santa Luz dos próximos seis meses, para poder controlar melhor os gastos, enquanto as operações da mina Riacho dos Machados, na cidade de mesmo nome, no Norte de Minas Gerais, alcançam um ritmo de produção também com custos reduzidos. Segundo a empresa, o projeto Santa Luz “está agora planejado para ser recomissionado em dezembro de 2018, ao contrário do originalmente programado para junho do mesmo ano”.

“A companhia planeja usar essa linha de crédito como capital de giro em suas operações e, atualmente, estuda alternativas para fontes de financiamento incluindo o aumento de sua linha de crédito corporativa de US$ 75 milhões e engenharia de financiamento direto para a finalização do projeto de recomissionamento da mina Santa Luz”, explica a mineradora, em nota.

De acordo com a Brio Gold, não há nenhuma previsão de um aumento geral dos custos por conta do atraso no ritmo de produção. “Esse adiamento vai permitir que a companhia financie a construção de Santa Luz com dívida reduzida em relação ao cronograma original, uma vez que será capaz de aumentar o desembolso com seu fluxo de caixa operacional”, completa a nota.