Minas adquire participação na Companhia Brasileira de Lítio

0
6892
Reservas de Lítio. Foto: CPRM.

Negociação ocorreu por meio da Codemig Participações S.A. (Codepar) com o objetivo de diversificar a economia do Estado.

O governo de Minas Gerais comprou 33% das ações da companhia Brasileira de Lítio (CBL) nesta quarta-feira (18). A operação ainda está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A CBL apresenta mais de 1,3 milhão de toneladas de reservas certificadas de espodumênio e é a única empresa brasileira produtora de carbonato e hidróxido de lítio. A companhia conta com unidade de mineração em Araçuaí e planta de processamento químico em Divisa Alegre, ambos os municípios localizados no Território Médio e Baixo Jequitinhonha.

Segundo informações divulgadas pela Codemig Participações S.A. (Codepar), essa ação confirma a estratégia do governo em diversificar a economia do Estado.

O lítio

É um metal conhecido como petróleo branco, cuja demanda global tem aumentado para a produção de itens de alta tecnologia, como por exemplo na aplicação de baterias.

O Governo de Minas afirmou que com esse investimento “evidencia seu alinhamento estratégico em prol da inovação, do desenvolvimento e da competitividade do Estado no cenário internacional”.

CBL

A Companhia Brasileira de Lítio é uma sociedade anônima de capital fechado, fundada em 1986.

Além das plantas de beneficiamento nos municípios mineiros de Divisa Alegre e Araçuaí, a empresa possui escritório em São Paulo. Emprega cerca de 310 colaboradores, sendo 300 em Minas Gerais.

*Sob supervisão de Sara Lira