Replan é parcialmente interditada após explosão

0
6454
Refinaria de Paulínia. Foto: Agência Petrobras.

ANP emitiu medida cautelar de interdição e requisitou à Petrobras documentos que comprovem segurança das operações após incêndio do dia 20 de agosto.

A Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, foi parcialmente interditada, após o incêndio ocorrido no dia 20 de agosto. Conforme comunicado divulgado pela empresa nesta segunda-feira
(27), a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) emitiu uma medida cautelar de interdição na última sexta-feira (24). A decisão mantém as operações de utilidades, tancagem e entrega de produtos liberadas.

De acordo com informações da Petrobras, a explosão aconteceu no tanque de uma das unidades de águas ácidas associada à unidade de craqueamento catalítico, impactando também uma das unidades de destilação atmosférica da refinaria.

Incêndio na Refinaria da Petrobras em Paulínia (SP). Foto: Reprodução/ Facebook.

A ANP pediu à petroleira documentos e informações que comprovem as condições de segurança adequadas para a retomada segura da operação das unidades que não foram afetadas pelo acidente.

“A Petrobras aguardará a desinterdição das instalações pela agência, mantendo a perspectiva de início do processo produtivo para os próximos dias, uma vez que já estava tomando medidas similares às solicitadas pela ANP”, informou, na nota.