Gestão de Segurança de Processo é tema de workshop no CBMINA

0
1042

Workshop acontece no dia 28 de abril, mesma data em que se comemora o Dia Internacional da Saúde e Segurança Ocupacional.

A gestão de segurança de processo é necessária em praticamente todos os segmentos industriais, já que, mesmo com baixa probabilidade de acontecer acidentes deste tipo, quando ocorrem, são, na sua maioria, de consequências graves. As evoluções e as descobertas na segurança de processo na mineração serão temas de workshop durante a 10ª edição do Congresso Brasileiro de Minas a Céu Aberto e Minas Subterrâneas (CBMINA), no dia 28 de abril, das 10h às 12h.

Para participar gratuitamente do CBMINA, inscreva-se aqui. Até o momento, são mais de 700 inscritos. Apenas os minicursos terão inscrição a preços acessíveis. São quatro opções em áreas como geoestatística, tecnologias digitais para o planejamento de mina, riscos em saúde e segurança ocupacional e gerenciamento de riscos geotécnicos. Os minicursos serão conduzidos por renomados especialistas do setor mineral nacional e internacional. Veja a programação completa no link (clique aqui).

“É muito importante termos a segurança de processos sendo debatida neste fórum. O interesse pelo tema só aumenta e várias descobertas são feitas, de forma que os riscos passam a ser melhor controlados. A sociedade precisa entender melhor e participar do processo. Todos têm como contribuir para sua gestão. Quando falamos em riscos de processos, os impactos são tão relevantes que podem atingir a sociedade como um todo”, afirma o moderador do workshop e especialista sênior em segurança de processo da Usiminas, Eduardo Barbosa Almeida.

O gerenciamento de segurança de processo é um programa que visa minimizar o risco de acidentes causados por falhas na integridade dos equipamentos e estrutura. Envolve todos os setores e funcionários de uma empresa e exige uma abordagem integrada que engloba liderança, gestão do conhecimento, métricas, cultura de segurança e auditoria, refletindo diretamente na sustentabilidade das organizações.

Segundo Almeida, os 4 pilares que o Center for Chemical Process Safety (CCPS) define como básicos para o sistema de gestão são: comprometimento com segurança de processo; entendimento de perigos e riscos; gestão de risco; e o aprendizado com experiência. “Esses pilares guiam as empresas nos 20 elementos para a construção do sistema. As empresas devem avaliar e iniciar o processo com aqueles que podem causar maior impacto na redução dos riscos de processo”, afirma Almeida.

O workshop ocorrerá na mesma data em que se comemora o “Dia Internacional da Saúde e Segurança Operacional”, data representativa para o setor mineral. Para Almeida, os investimentos realizados pela mineração em segurança de processo contribuem para a constante melhoria da prática. “Este movimento é crucial para que se reduza os riscos e torne a gestão ainda mais eficiente”.

Sobre o CBMINA

Estão abertas as inscrições gratuitas para a 10ª edição do Congresso Brasileiro de Minas a Céu Aberto e Minas Subterrâneas (CBMINA). O Congresso organizado pelo IBRAM, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), será 100% online e ocorrerá nos dias 28 e 29 de abril. Apenas os minicursos terão inscrição paga.

O evento será constituído de conferência magna, plenárias, sessões técnicas, workshops, debates, apresentação e premiação de trabalhos técnicos relativos à mineração. Além disso, também terá um espaço para exposição de marcas, produtos e equipamentos por parte dos patrocinadores.

Entre as principais finalidades do evento está a promoção de um intercâmbio de ideias entre estudantes, professores, pesquisadores, autoridades, executivos e profissionais ligados ao setor mineral. A principal ideia é que os interessados apresentem publicamente novas proposições e abordagens para evolução constante da atividade mineral brasileira.

Acesse a programação e faça a sua inscrição no site (clique aqui).

 

Por Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).