Produção de aço bruto cresce 14,2% no acumulado do ano

0
3077

Dados liberados pelo Instituto Aço Brasil apontam crescimento também no consumo aparente e nas exportações dos produtos siderúrgicos.

A produção de aço bruto foi de 14,1 milhões de toneladas no acumulado de janeiro a maio de 2017, um aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período de 2016. Os dados foram divulgados pelo Instituto Aço Brasil na tarde de hoje, 20.

Segundo o Instituto, o início das operações da Companhia Siderúrgica do Pecem (CSP), no segundo semestre do ano passado, afetou a base de comparação em relação a jan/mai de 2016, inflando os dados de produção de aço bruto e de semi-acabados para o mesmo período em 2017. A produção de laminados foi de 9,1 milhões de toneladas, um acréscimo de 8,1% frente ao acumulado nos mesmos meses de 2016.

Já as vendas internas de laminados e semi-acabados foram de 6,6 milhões de toneladas nos cinco primeiros meses de 2017, uma queda de 2,2% em relação ao mesmo período de 2016.

Produtos Siderúrgicos

O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 7,6 milhões de toneladas nos cinco primeiros meses de 2017. Comparando com o mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 2,3%.

As importações cresceram 57,6% no acumulado de janeiro a maio de 2017 comparativamente ao mesmo período do ano anterior, totalizando 1 milhão de toneladas. Esse volume resultou em US$ 894 milhões de importações, uma alta de 35,2% na mesma base de comparação.

As exportações foram de 6,1 milhões de toneladas ou US$ 3,1 bilhões nos cinco primeiros meses de 2017, o que significa crescimento de 11,5% em volume e de 51,8% em valor, na mesma base de comparação. Também em relação às exportações, os resultados foram impactados pela entrada em operação da CSP no 2º semestre do ano passado, cuja produção é destinada, majoritariamente, ao mercado externo.

Dados de Maio de 2017

Em maio de 2017, a produção brasileira de aço bruto foi de 2,9 milhões de toneladas, uma expansão de 13,2% frente ao mesmo mês de 2016, aumento este influenciado pela entrada em operação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) no 2º semestre do ano passado.
Já a produção de laminados foi de 1,8 milhão de toneladas, aumento de 5% quando comparada a maio de 2016.

O consumo aparente foi de 1,6 milhão de toneladas, 5,7% maior do que o registrado no mesmo mês de 2016. As vendas internas cresceram 3,4% na mesma base de comparação, totalizando 1,4 milhão de toneladas.

As importações cresceram 37,9%, para 233 mil toneladas e aumentaram 41,3% em valor, para US$ 219 milhões também na comparação entre maio de 2017 e maio de 2016.
As exportações foram de 1,5 milhão de toneladas ou US$ 752 milhões, o que representa um crescimento de 20,7% em volume e 69,8% em valor, também na mesma base de comparação. Ressalta-se aqui novamente o impacto das exportações da CSP em maio de 2017 na base de comparação com o mesmo mês de 2016, quando ainda não havia entrado em operação.

Com informações da Assessoria de Imprensa Instituto Aço Brasil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui