SRN avança em projeto de minério de ferro no Piauí

0
4100
Sondagem no "Projeto SRN" - Foto: SRN Mineração

Mineradora já investiu R$ 20 milhões e vai investir mais R$ 15 milhões em uma planta piloto em São Raimundo Nonato, no Piauí.

A SRN Mineração, localizada na região centro-sul do Piauí, tem avançado no chamado “Projeto SRN”, de prospecção de minério de ferro. A mineradora anunciou, em reunião com o governador Wellington Dias, a instalação de sua planta de produção que deve produzir, a partir de 2018, 600 mil toneladas de ferro e empregar 200 pessoas, em São Raimundo Nonato, sede da empresa.

A SRN Mineração já investiu R$ 20 milhões e agora vai investir mais R$ 15 milhões na construção da planta piloto da mineradora. A empresa prevê produzir 300 mil toneladas da commodity por ano. O projeto foi iniciado há 17 anos e, de lá para cá, foram realizadas pesquisas e perfurações que chegam a ter 14 mil metros de sondagens. O presidente da mineradora, Marcelo da Silva Prado, declarou que a empresa decidiu produzir e vender para o mercado local.

“Vamos começar a produção, porque o preço da commodity aumentou no mercado internacional. No início de 2016, a tonelada custava U$$ 50,00 e, na sexta-feira, já estava custando U$$ 81,00. O câmbio também está se ajustando na casa de R$ 3,10 a cada dólar. Estamos torcendo para que o campo esteja alto”, declarou Marcelo da Silva Prado.

O minério produzido no projeto não será transportado na Rodovia Transnordestina, e sim em transporte rodoviário com destino ao Porto de Itaqui, em São Luís (MA), sendo encaminhado para as siderúrgicas nacionais, que transportarão o minério em lingote de aço para a indústria.

De acordo com Prado, a mina de ferro tem uma capacidade de 6 bilhões de toneladas, com um teor de ferro de 20%.

Atualmente tem certificado 200 mil toneladas de ferro. O presidente da empresa também afirmou que posteriormente o minério deve ser exportado para países como a China, principal comprador.

De acordo com Estudo de Ordem de Magnitude (ODM) elaborado pela empresa BNA-MICROMINE e concluído em 2014, o Projeto SRN possui recursos potenciais da ordem de 800 milhões de toneladas de minério, com teor médio de 23% de Fe e custo de produção extremamente competitivo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui