Usiminas registra lucro de R$ 123 milhões no 2º trimestre

0
2347
Alto Forno1 Usiminas - Foto: Daniel Mansur.

Empresa aumentou o Ebita ajustado em 41% em relação ao primeiro trimestre do ano.

A Usiminas conseguiu aumentar, no segundo trimestre de 2017 (2T17), seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado para R$ 750 milhões. O valor é 11 vezes maior que os R$ 68 milhões registrados no mesmo período de 2016. Do primeiro trimestre para o segundo de 2017, a empresa registrou aumento de 41%.

No resultado do 2T17, a companhia conseguiu reverter o prejuízo de R$ 123 milhões registrado no segundo trimestre do ano passado, para o lucro líquido de R$ 176 milhões. No total, o lucro da Usiminas no primeiro semestre desse ano foi de R$ 284 milhões, ante prejuízo de R$ 275 milhões do mesmo período de 2016.

O Ebitda total do trimestre somou R$ 711 milhões, alta de 106,5% em relação ao comparativo de 2016. Em relação ao primeiro trimestre de 2017, a alta foi de 35%.

A receita líquida ficou em R$ 2,569 bilhões no segundo trimestre, o que corresponde a uma alta de 27% em um ano, subindo 9% em comparação ao primeiro trimestre.

“A Usiminas passou por três fases críticas até chegarmos à etapa atual, em que podemos voltar a construir o futuro da companhia”, afirma o presidente da Usiminas, Sergio Leite.

Minério

A Usiminas vendeu ao longo do segundo trimestre 629 mil toneladas de minério de ferro, queda de 20% no comparativo anual. Em relação ao primeiro trimestre, a queda foi de 2%. No resultado semestral, foram vendidas 1,272 milhão de toneladas do minério, o que corresponde a uma queda de 28% ante o observado no mesmo período do ano anterior. Das vendas, 596 mil toneladas foram destinadas ao consumo interno da empresa e 33 mil toneladas para terceiros.

Aço

Já as vendas de aço fecharam em alta de 10%, no comparativo de 2016, com 990 mil toneladas. Em relação ao primeiro trimestre, a alta foi de 6%. No resultado do primeiro semestre as vendas foram de 1,9 milhão de toneladas, valor que representa alta de 7% em relação ao mesmo período de 2016.

De abril a junho, a empresa produziu 769 mil toneladas de aço bruto. O valor foi semelhante ao 2T16, mas representou alta de 4% em relação ao primeiro trimestre de 2017. Já a produção de laminados atingiu um milhão de toneladas, alta de 22% na relação anual e de 4% na trimestral. Das vendas de aço no 2T17, 85% foram destinadas ao mercado interno e 15% para exportações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui