Gerdau registra lucro líquido ajustado de R$ 147 mi no 2° tri

0
2048
Em junho, empresa iniciou a produção em sua nova aciaria na cidade de Pérez, na Argentina - Foto: Divulgação/Gerdau

Contudo, receita líquida de R$ 9,2 bilhões registrada no período representou redução de 11% em relação ao 2º trimestre de 2016.

A Gerdau conseguiu reverter, no segundo trimestre, o prejuízo ajustado de R$ 34 milhões registrado no primeiro trimestre, alcançando lucro líquido consolidado ajustado de R$ 147 milhões, o que se deve, segundo a companhia, ao maior EBITDA gerado no período.

O lucro líquido foi ajustado no segundo trimestre devido à desconsolidação da operação da Colômbia no balanço. A unidade passou a ser considerada uma empresa de controle compartilhado a partir de junho, quando houve a conclusão da venda de 50% de participação da Gerdau Diaco para Putney Capital Management.

A receita líquida de R$ 9,2 bilhões, gerada no segundo trimestre de 2017, significou redução de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior, resultado, conforme a companhia, do efeito cambial do período sobre as unidades no exterior e à venda das unidades de aços especiais na Espanha. No entanto, comparada ao primeiro trimestre de 2017, a receita líquida aumentou 8% devido aos maiores volumes vendidos em quase todas as operações de negócio da empresa.

As vendas físicas consolidadas, de 3,7 milhões de toneladas, resultaram em crescimento de 3%, em relação ao primeiro trimestre, e baixa de 13% frente ao segundo trimestre do ano anterior. A produção de aço, de 4,1 milhões de toneladas, seguiu o mesmo comportamento com queda de 5% sobre o segundo trimestre do ano anterior e expansão de 2% na comparação com o primeiro trimestre.

EBITDA

A geração de caixa operacional (EBITDA – Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidada ajustada chegou a R$ 1,1 bilhão no segundo trimestre, queda de 7% perante ao mesmo período do ano anterior. O motivo, segundo a empresa, foi o menor lucro bruto, parcialmente compensado pela redução de 27% nas despesas com vendas, gerais e administrativas.

Apesar disso, a margem EBITDA foi melhor, passando de 11,7% no segundo trimestre de 2016 para 12,2% em 2017. Já, na comparação com o primeiro trimestre de 2017, o EBITDA ajustado cresceu 31%, apresentando melhora em todas as operações.

Investimentos

O CAPEX da Gerdau no segundo trimestre ficou em R$ 195 milhões, sendo desse total 33% destinados para a Operação Brasil, 34% para as unidades na América do Norte, 19% para as plantas dos demais países da América do Sul e 14% para a Operação Aços Especiais.

Em junho, a Gerdau iniciou a produção em sua nova aciaria na cidade de Pérez, na Argentina, localizada a 6 km da usina de laminação que já possuía na região. A aciaria possui capacidade instalada de 650 mil toneladas ano e atenderá à demanda do mercado interno daquele país. O investimento iniciado em 2014 e finalizado este ano totalizou R$ 786 milhões (US$ 232 milhões).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui