Diretor da Petrobras é afastado

0
1646
Diretor responde a uma investigação iniciada por denúncia anônima de "Conflitos de Interesses" - Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil.

João Adalberto Elek Júnior enfrenta um processo interno por possível conflito de interesses em contratação de consultoria.

O Conselho de Administração (CA) da Petrobras decidiu em reunião na quarta, 23, afastar temporariamente o diretor João Adalberto Elek Júnior, da Diretoria de Governança e Conformidade (DGC), até que seja julgado o recurso do executivo junto a Comissão de Ética Pública da Presidência da República (CEP).

O diretor responde a uma investigação iniciada por denúncia anônima de “Conflitos de Interesses” registrada no Canal de Denúncia da companhia. A diretoria que João Adalberto dirige teria optado por contratar uma empresa de auditoria, em que sua filha participava de um processo de seleção de emprego.

Apesar de a Comissão Especial do CA, que investiga a denúncia, ter concluído “que o processo de contratação foi justificado e regular” e que “o Diretor João Elek não havia cometido infrações às normas de conflito de interesse”, a CEP considerou ter havido conflito de interesses. De acordo com o conselho, o diretor João Elek não deveria ter participado do processo de contratação, “uma vez que sua filha já participava à época de processo para ser contratada por essa empresa [de auditoria], sendo inclusive àquela altura já considerada apta a ser admitida”.

Com a advertência aplicada ao diretor, o CA decidiu afastá-lo temporariamente até que o seu recurso seja julgado. O diretor-adjunto responderá pelo expediente da DGC.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui