Talk Show debate a mineração sustentável no país

0
2221
Com o tema 'Cenário político e econômico, atração de capitais no Brasil e no mundo', talk show teve presença de grandes nomes do setor - Foto: Evandro Fiuza / Ibram.

Representante do BNDES acredita que as empresas precisam investir mais na sustentabilidade, com o apoio do banco.

A 17ª edição do Congresso Brasileiro de Mineração, que está acontecendo em Belo Horizonte (18 a 21 de setembro), contou com talk show de abertura na tarde de ontem, 18. O evento, que teve a presença de nomes como Clovis Torres, diretor-executivo da Vale, e Eliane Aleixo, diretora de investimentos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), debateu os investimentos de empresas da mineração em inovação sustentável.

O conversa foi mediada pelo jornalista Willian Waack, que iniciou o debate perguntando aos empresários presentes a respeito do posicionamento da indústria em relação à política mineral nacional. A representante do BNDES afirmou que o atual momento traz um caminho de grandes possibilidades para fazer do Brasil, um país de destaque no setor em nível internacional, tendo como base projetos de mineração sustentável.

Na contramão, o CEO da Alcoa, Otávio Carvalheira, afirmou que existem fatores impossibilitadores no país, mediante as novas mudanças do setor mineral. Segundo o executivo, explicar para os investidores internacionais as novas mudanças do Cfem tem sido um desafio, e que as Medidas Provisórias podem criar barreiras na criação de novos negócios e parcerias.

Eliane Aleixo afirmou que as empresas brasileiras ainda não sabem lidar com situações-problema, como o acidente da mineradora Samarco. Para ela, as mineradoras devem buscar cada vez mais investir em ações sustentáveis, além de divulgar as já existentes, para mostrar à população o que a mineração tem de melhor. Ela afirmou que o banco conta com recursos para financiar o setor e torná-lo mais competitivo.

“O investimento das empresas mineradoras em inovação é muito grande. Eu acompanho isso por meio do Ibram, mas acredito que realmente falta mais comunicação, ou seja, expor mais ao público o que fazemos”, disse o diretor-executivo da Vale, Clóvis Torres, ao citar o projeto S11D, que investe na diminuição da emissão de carbono e na reutilização da água em diversas etapas do projeto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui