Vale vai investir 7% a menos que o previsto em 2018

0
647
Sede da Vale, no Rio de Janeiro. Foto: Agência Vale.

Informação foi divulgada para investidores durante o Vale Day em Nova York.

A Vale vai reduzir em 7% o valor de investimentos em 2018, em comparação com o previsto anteriormente. A informação foi divulgada pela mineradora durante o tradicional evento anual para investidores em Nova York, o Vale Day, realizado na última quarta-feira (7). Segundo a companhia, a estimativa é que a empresa invista no ano que vem US$ 3,8 bilhões, ante aos US$ 4,1 bilhões previstos.

A valor deve subir em 2019, quando a mineradora prevê investir US$ 4 bilhões, e em 2020, com US$ 4,2 bilhões em investimentos. Além disso, a companhia também planeja desinvestimentos na ordem de US$ 1,5 bilhões em ativos considerados “não core” (não essenciais) entre 2018 e 2020.

Dentre eles estão a produtora brasileira de bauxita Mineração Rio do Norte (MRN), o projeto de carvão australiano Eagle Downs e a empresa siderúrgica California Steel Industries.

Conforme divulgado na quarta-feira pela Revista Mineração, a Vale planeja movimentar o caixa da empresa para reduzir a dívida para US$ 10 bilhões, ante a cerca de US$ 21 bilhões no terceiro trimestre.

Minério de ferro

A mineradora ainda divulgou informações sobre a produção de minério de ferro, que, em 2017, deve atingir um patamar de 365 milhões de toneladas. O destaque da produção se deve, principalmente, ao Sistema Norte, no Pará, onde se encontra o sistema S11D, em operação há um ano.

“O aumento da produção do Sistema Norte (onde está a mina S11D) permitirá maiores volumes de produto blendado, aumentando, portanto, o nível de estoques offshore (Malásia e China) em 2018”, disse documento publicado pela empresa.

O volume bate com a projeção divulgada pela empresa no mês de outubro, de 360 a 380 milhões de toneladas. Já entre 2019 e 2010, o índice deve ser de 390 a 400 milhões de toneladas.

De acordo com o presidente da mineradora, Fabio Schvartsman, a empresa está em busca de obter resultados mais positivos em todos os ativos. Para isso, a companhia pretende se destacar em outras commodities além do minério de ferro.

“Há muitas outras commodities no mundo, mas a Vale tem esta lição muito clara. Agora, o foco é trazer desempenho premium para a Vale. Isto vem antes de qualquer outra coisa”, disse o presidente.

Com informações da Reuters.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui