AngloGold Ashanti abre inscrições para parcerias que contribuam com sete cidades de Minas Gerais e Goiás.

Na segunda-feira (18), a AngloGold abriu as inscrições para seu programa Parcerias Sustentáveis 2018. A mineradora irá investir mais de R$ 1 milhão em projetos sociais que promovam o desenvolvimento de comunidades nas quais a empresa opera, sendo elas: Barão de Cocais, Caeté, Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Bárbara, em Minas Gerais, e Crixás, em Goiás.

Já em sua oitava edição, o Parcerias Sustentáveis irá oferecer cursos de capacitação online e presenciais e mentorias individualizadas, para que os projetos selecionados possam ser autossuficientes.

“Queremos que o programa possibilite iniciativas que tragam soluções para as questões sociais, culturais e/ou ambientais com ações positivas nas comunidades onde atuamos. Mas, além disso, queremos tornar esses projetos autossustentáveis financeiramente para que eles possam ampliar o seu impacto positivo no longo prazo”, afirma o diretor de sustentabilidade, José Margalith.

Nessa edição, todos os projetos deverão apresentar pelo menos um dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), agenda mundial adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a promoção da sustentabilidade.

As inscrições podem ser feitas no site da mineradora, por pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, e cooperativas legalmente constituídas. Podem inscrever projetos relacionados aos focos de geração de empregos e de impacto social positivos relacionados à valorização cultural, do turismo e gastronomia; ao associativismo e cooperativismo, ou soluções sustentáveis, com empreendimentos que tenham em vista a coletividade como economia de energia elétrica e água, agricultura orgânica, dentre outros. As instituições aprovadas poderão receber um aporte financeiro de até R$ 50 mil.

“Em sete edições, o Programa Parcerias Sustentáveis, antes conhecido como Chamada Pública de Projetos, já apoiou 193 iniciativas, beneficiando cerca de 24 mil pessoas com um investimento de aproximadamente R$ 7 milhões”, afirmou a empresa, em nota de divulgação.

O processo de seleção dos projetos será composto de três etapas eliminatórias. Durante a primeira etapa profissionais da área de Relacionamento com Comunidades da AngloGold Ashanti irão avaliar se os programas condizem com os critérios do regulamento.

Já na segunda etapa, os aprovados na primeira fase serão avaliados por um comitê multidisciplinar, composto por empregados da empresa. O comitê irá verificar a qualidade técnica, o atendimento às políticas da mineradora e a coerência com as orientações do roteiro. Na última etapa, os empreendimentos serão apresentados a uma banca composta por representantes das comunidades e por profissionais da companhia.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui