No ano passado foram comercializados 33.080 carros com emissão zero, um aumento de 20,9% das vendas de carros novos no país.

Não é novidade que os carros elétricos estão vindo com tudo no mercado internacional. A busca por sustentabilidade incentiva a produção e compra desses veículos, que não dependem de combustíveis fósseis para circular. Em 2017 a Noruega se destacou nesse setor, registrando aumento na venda de automóveis movidos a eletricidade, superando os que dependem de gasolina ou diesel.

De acordo com dados divulgados na semana passado pelo Conselho Consultivo de Tráfego Rodoviário da Noruega (OFV, na sigla em norueguês), no ano passado foram comercializados 33.080 carros com emissão zero, um aumento de 20,9% das vendas de carros novos no país.

De acordo com o diretor da OFV, Øyvind Solberg Thorsen, se o crescimento das vendas de novos veículos de emissão zero é a tendência no país, isso significa que a proporção em 2018 permanecerá em aproximadamente 25% das vendas totais de automóveis novos de passageiros. “A Noruega ainda estará no topo do mundo em termos de vendas de carros de emissão zero em relação às vendas totais de automóveis”, destacou Thorsen, em nota.

A principal explicação para o aumento do número de carros elétricos e redução na venda dos movidos a diesel, é o esforço do país por redução das emissões de gases poluentes e requisitos de impostos.

“A tendência é clara: as pessoas na Noruega agora escolhem carros elétricos, híbridos e a gasolina em frente ao diesel. Em 2017, 23,1% de todos os carros de passageiros recém-registrados tinham motores a diesel, enquanto o valor de 2016 era de 30,8%”, acrescenta o diretor da OFV.

De acordo com a instituição, o índice de veículos elétricos circulando na Noruega se aproxima de 150 mil, correspondendo a 5% da frota total do país.

Já os carros híbridos, que mesclam motores movidos a eletricidade e a outro tipo de combustível, seja gasolina ou diesel, em 2017 tinham a participação de mercado de 31,3%, um total de 49.736 veículos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui