Medida visa ampliar o mercado de veículos com novas tecnologias no país.

Os carros elétricos e híbridos no Brasil poderão ter o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzidos de 25% para 7%. De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a medida ainda está em discussão e a expectativa é que seja publicada até o fim de janeiro deste ano.

Segundo a pasta, o objetivo é ampliar o mercado desses veículos no território nacional, levando em consideração preocupações com preço dos combustíveis, eficiência energética e questões ambientais, assim como a busca por novos modelos de negócios.

Além disso, a tendência mundial de buscar energias e formas de combustíveis menos poluentes, incentiva a adoção de normas que visam à maior economia de combustíveis e redução da emissão de gases causadores do efeito estufa que, por sua vez, estimulam o desenvolvimento de veículos mais eficientes.

“No caso da maior eficiência, os veículos elétricos atendem a essas novas exigências por serem mais eficientes que os veículos tradicionais à combustão interna”, explicou, em nota, o MDIC. “Esta providência visa ampliar o mercado de veículos com novas tecnologias de propulsão no país”, acrescentou.

Carros elétricos no Brasil

Atualmente, há produção nacional de caminhões e ônibus elétricos e híbridos, porém não de automóveis. Os disponíveis no mercado interno são importados. A demanda por esse tipo de veículo ainda é incipiente no país, sendo que, em 2017, foram emplacados apenas 2.946 veículos híbridos e elétricos, representando 0,1% dos licenciamentos no ano. Portanto, segundo o MDIC, a redução do IPI não causaria perda de arrecadação relevante.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui