Inscrições já estão abertas para empresas interessadas em obter o financiamento de suas propostas.

A Shell Brasil e o Edital de Inovação para a Indústria irão financiar projetos destinados a área de óleo e gás feitos por startups, micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEI).

No total, as instituições vão investir R$ 2,5 milhões em propostas destinadas ao monitoramento, controle em tempo real e análise dos chamados Big Data das operações em campos de petróleo. As inscrições para receber o capital estão abertas e podem ser feitas clicando aqui.

Serão escolhidos até três projetos tecnológicos, em fase inicial, que receberão R$ 830 mil. As propostas serão desenvolvidas para atingir o estágio de prova de conceito, durante 12 meses, nos Institutos Senai de Inovação. Ao final deste tempo, a Shell decidirá se vai incluir os projetos no seu portfólio de tecnologia para o desenvolvimento futuro.

As empresas candidatas não precisam ser necessariamente do ramo de óleo e gás, mas devem ter competência para o desenvolvimento do empreendimento em conjunto com a Shell.

Os projetos apresentados deverão constar soluções inovadoras em sistemas seguros de monitoramento, controle, diagnóstico e prognóstico das operações de campo. Como exemplo captar informações brutas dos sistemas supervisórios de controle e aquisição de dados das plataformas de petróleo ou monitorar e promover análises automáticas para a tomada de decisão em plataformas e sistemas submarinos.

A diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, explica que os inscritos passarão por uma primeira fase de seleção, que vai escolher 20 projetos para receber treinamento da instituição, e, após, ir à etapa final.

No mês de março, representantes da Shell Brasil, Senai e do Sebrae farão uma exposição  em parques tecnológicos do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Santa Catarina para apresentar os detalhes do programa e tirar dúvidas.

“Estamos muito felizes em trazer para o Brasil este desafio, que é derivado do programa global Shell GameChanger, que já avaliou mais de 1.700 startups de todo o mundo ao longo de 22 anos, com mais de 100 ideias aproveitadas em nossos projetos. Queremos fazer parte da história de sucesso destas startups”, destaca o presidente da Shell Brasil, André Araújo.

Edital de Inovação

O programa Edital de Inovação para a Indústria é uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Social da Indústria (Sesi).

O edital seleciona e financia projetos de inovação, em seis categorias, para aumentar a competitividade do setor industrial. Os projetos escolhidos na edição 2017-2018 terão financiamento de R$ 53,6 milhões, com custo individual de R$ 75 mil a R$ 400 mil.

A seleção é feita com base no potencial de inovação e comercialização do produto ou do processo. Além do fomento, as instituições oferecem apoio na infraestrutura para desenvolver as propostas selecionadas por meio dos Institutos Senai de Inovação e de Tecnologia.

Esta etapa do programa, na categoria Empreendedorismo Industrial – Inovação na Cadeia de Valor, será com a parceria da Shell Startup Challenge Brasil, para promover o crescimento de companhias baseadas em tecnologia e desenvolver provas de conceito orientadas aos desafios da digitalização do setor.

O diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, afirma que o objetivo do projeto é formar laços de confiança entre grandes indústrias e criativos empreendedores que resultem na partilha do risco inerente ao processo inovativo. “O grande diferencial dessa categoria é o compartilhamento de risco financeiro e tecnológico, por meio do lançamento de chamadas temáticas por uma instituição âncora para a criação conjunta de soluções inovadoras orientadas a desafios tecnológicos reais”, explica.

*Sob supervisão de Sara Lira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui