Estudantes de todo o estado de São Paulo podem fazer inscrições até 30 de junho.

Universitários de São Paulo poderão ser premiados por projetos de recuperação em áreas mineradas. A iniciativa é da Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), que lançaram o 1º concurso de Projetos de Destinação de Áreas Mineradoras para a Utilização Econômica e Social.

A ação tem o objetivo de difundir, no meio universitário e da população, o conceito de que a mineração pode ter outras aplicações de interesse social, econômico e turístico em áreas exauridas, além de abastecer as cadeias produtivas com insumos.

O secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, acredita que existem casos de áreas mineradas recuperadas na capital paulista que podem servir de exemplo para outras cidades do Estado. “A raia olímpica da USP, onde diversos atletas treinam esportes aquáticos, e o parque do Ibirapuera, são dois exemplos concretos de antigas áreas de mineração de areia que tiveram nova destinação e atualmente servem de lazer para a população”, destaca.

Podem participar do concurso estudantes regularmente matriculados e cursando universidades em todo o Estado de São Paulo com equipes de até cinco pessoas.

“A escola politécnica está muito feliz em realizar essa parceria. Desejamos desenvolver políticas públicas de médio e longo prazo com projetos de Estado para a sociedade”, afirma a diretora da Poli-USP, Liedi Bernicci.

Concurso

O concurso terá duas modalidades: em Cavas e em Meia Encosta. Os projetos deverão ser realizados com base em áreas mineradas exclusivamente no território paulista.

“Trouxemos a ideia da Subsecretaria de Mineração para dentro da Poli e estruturamos o projeto, que deve dar uma importante contribuição para o setor de mineração e de meio ambiente”, explica o professor e chefe do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da Poli-USP, Giorgio de Tomi.

Os três melhores trabalhos, de cada modalidade, serão premiados com troféus e certificados na cerimônia do dia 10 de setembro. As inscrições ocorrem entre 30 de abril a 30 de junho. O edital pode ser conferido no site da USP.

No total serão 20 jurados, incluindo professores universitários, representantes do setor produtivo, órgãos estaduais e profissionais de notório saber. Dúvidas e pedidos de outras informações sobre o concurso podem ser enviados para o e-mail nap.mineracao@usp.br.

*Sob supervisão de Sara Lira

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui