Motivo do fim das conversas não foi informado pela empresa.

A Renova Energia encerrou as negociações envolvendo a venda de ativos com a Brookfield Energia Renovável, por não ter chegado a um acordo nos termos finais da transação. A decisão foi divulgada por meio de Fato Relevante nesta quinta-feira (10).

De acordo com a agência de notícias Reuters, o insucesso das negociações ocorreu após a Renova informar, em fevereiro, que havia aceitado a proposta da empresa canadense pelo complexo eólico Alto Sertão III, em Cetité (BA) em acordo que envolvia também outros ativos em desenvolvimento.

A negociação previa pagamento de R$ 650 milhões apenas pelo parque Alto Sertão III, cuja construção está em fase avançada. Os recursos ajudariam a Renova a melhorar suas finanças.

No entanto, o motivo do fim do acordo não foi informado pela empresa no Fato Relevante divulgado nesta quinta.

“A Companhia esclarece que está trabalhando conjuntamente com seus sócios controladores em um Novo Plano de Reestruturação visando equacionar a estrutura de capital e honrar os compromissos da companhia”, declarou a Renova por meio de nota.

A proposta da Brookfield que a empresa aceitou em fevereiro envolvia também um valor de até R$ 150 milhões vinculados à geração futura e a aquisição pela Brookfield de projetos eólicos em desenvolvimento, com capacidade instalada estimada de 1,1 GW, ao preço de R$ 187 mil por MW.

O fim das negociações ocorreu após a estatal mineira Cemig, proprietária da Renova junto com sua controlada Light, informar que a empresa é algo de uma investigação da Polícia Civil de Minas Gerais. A Renova respondeu a comunicado formal do órgão de segurança, em trabalho sobre sobre aportes de capital feitos por acionistas controladores da Renova, e injeções de capital feitas em projetos em desenvolvimento no passado.

 

Com informações da Reuters

*Sob supervisão de Sara Lira

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui