País busca novas alternativas após preços se manterem acima dos US$ 79 pela primeira vez desde 2014.

A Arábia Saudita está consultando outros produtores de petróleo, dentro e fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), com intuito de assegurar que o mundo tenha oferta adequada para suportar o crescimento econômico.

Ação ocorreu depois que os preços da commodity atingiram US$ 80 por barril pela primeira vez desde 2014.

De acordo com a agência de notícias Reuters, o ministro de maior influência na organização, Khalid al-Falih, disse no Twitter que convocou seus pares nos Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos e Rússia, além da grande consumidora de petróleo Coréia do Sul, a coordenar ações globais para aliviar a ansiedade do mercado global.

Ele também assegurou ao diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (IEA) o compromisso com a estabilidade dos mercados de petróleo e a economia global e que entraria em contato com outros nos próximos dias.

Falih buscou apoio com o ministro do Petróleo indiano, Dharmendra Pradhan, para garantir que o apoio ao crescimento econômico global continuaria a ser um dos principais objetivos do país.

O Ministério da Energia da Arábia Saudita já havia dito que o reino e outros produtores garantirão a disponibilidade de suprimentos adequados para compensar eventuais problemas de oferta.

Com informações da Reuters

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui