Primeiro Hub de Mineração do país é inaugurado

0
2307
Mining Hub: Espaço fica localizado em Belo Horizonte. Foto: Ibram/ Divulgação.

Espaço irá reunir mineradoras, fornecedores e startups para investir em projetos de inovação para o setor.

Belo Horizonte (MG) foi a capital escolhida para receber o primeiro espaço colaborativo de inovação minerária do país. O Mining Hub foi inaugurado na quinta-feira (17) e vai reunir empresas do setor, fornecedores, startups e universidades que pensarão, juntas, em projetos inovadores para o ramo.

No total, R$ 6 milhões serão investidos no primeiro ano do Hub. As mineradoras participantes propuseram temas como Segurança (Operacional e SSO – segurança e saúde ocupacional); Gestão da Água; Fontes de Energia Alternativa; Eficiência Operacional; e Gestão de Resíduos. Durante ciclos trimestrais, as empresas participantes vão escolher startups que apresentem soluções para desafios ligados a essas áreas.

“As selecionadas irão trabalhar nesses projetos recebendo todo o aporte financeiro e intelectual por parte das empresas. Cada uma irá trazer um representante para orientar os grupos”, explicou o gerente de Gestão e Inovação da Ferrous e coordenador do Mining Hub, Gustavo Roque (confira entrevista exclusiva com o executivo na próxima segunda-feira, 21/1).

Empresas e startups que têm interesse em desenvolver projetos, podem se inscrever até o dia 25 de janeiro clicando aqui. No início serão selecionadas 14 propostas. No entanto, a cada três meses haverá novos processos, dando sempre oportunidades a outras startups.

Participam do Mining Hub as empresas: Anglo American, Anglogold Ashanti, ArcelorMittal, Bahia Mineração, Bemisa, CBMM, CMOC, CSN, Ferrous, Gerdau, J. Mendes, Kinross, Morro Verde, Nexa, RHI Magnesita, Samarco, Usiminas e Vale.

Além das mineradoras, empresas da cadeia de fornecedores também estarão no Hub da Mineração: Accenture, Haver & Boecker, IHM Stefanini, ISQ, LGA Mineração, Outotec, Petronas, Sotreq, Thyssen Krupp.

“Elas e os demais participantes do projeto desenvolverão as soluções em conjunto e as compartilharão para que todas sejam beneficiadas. O Hub representa mais do que um espaço de inovação. É um novo marco nas relações comerciais e institucionais da mineração brasileira e, também, um diferencial competitivo setorial perante os competidores internacionais”, avalia o diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Walter Alvarenga.

Para o consultor de Inovação da Nexa, Rogério Rabelo, por meio do Mining Hub surgirão soluções que poderão elevar o patamar do setor. “Com essa troca de conhecimento do setor entre as empresas, buscamos alcançar resultados positivos para as empresas e para a sociedade”, destacou.

Já na opinião de Gustavo Vieira, da Vale, a mineração vem buscando estar na vanguarda das inovações tecnológicas. “A mineração sempre teve papel estrutural nos avanços mais importantes. O setor está sempre se reinventando para o futuro. Neste momento histórico, por exemplo, a inovação se traduz fortemente na eletrônica ultracompacta e no uso de energia limpa e eficiente. Dois processos que só são viabilizados pela mineração”, afirma.
O Ibram transferiu o escritório de Belo Horizonte para o prédio onde irá funcionar o Hub.

De acordo com o diretor de Comunicação do Instituto Paulo Soares, a mudança foi estratégica no sentido de estar mais próximo das empresas e apoiar os projetos. “Vamos dar apoio intermediando e ajudando nos processos. Esse projeto é importante pois une todas as empresas não com a intenção de concorrência, mas sim em um trabalho colaborativo que pode surtir efeitos para todo o setor”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui