Militares israelenses deixam o país nesta quinta (31) após quatro dias de trabalho.

A comitiva de Israel partirá de volta para casa após ajudar nas buscas por vítimas na área atingida pelo rompimento na mina Córrego do Feijão, da Vale, na última sexta (25) em Brumadinho (MG). No total, 132 militares desembarcaram em Belo Horizonte na noite do último domingo (27), trazendo equipamentos e tecnologia avançada para ajudar no resgate.

Em entrevista coletiva dada nesta quarta-feira (30), o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara, afirmou que os equipamentos disponibilizados pelo Exército israelense foram muito importantes na primeira fase dos trabalhos da equipe de resgate, mas que agora, entrando em outra fase, alguns deles não precisaram ser mais utilizados.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, os 132 militares israelenses receberam na manhã desta quinta (31) uma homenagem no quartel do 12º batalhão do Exército Brasileiro. A corporação afirmou, no entanto, não saber que horas eles embarcarão de volta para Israel.

Mortos chegam a 99

O total de mortos na tragédia já chega a 99, dos quais 57 já foram identificados, de acordo com informações da Corpo de Bombeiros. Também já foram localizadas 393 pessoas e outras 192 foram resgatadas e encaminhadas para hospitais da região. Ainda permanecem desaparecidas 259 pessoas.

Familiares que desejam procurar mais informações podem ligar para: 0800 285 7000 ou 0800 821 5000. Os números foram disponibilizados pelo Governo de Minas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui